conecte-se conosco

Política

TSE veta reconhecimento biométrico nas eleições de 2020

Publicados

em

O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso (Luís Roberto Barroso), depois de ouvir as opiniões dos cientistas de doenças infecciosas, decidiu excluir a necessidade de biometria nas eleições municipais deste ano. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (15).

A decisão de Barroso não foi analisada por outros ministros da corte. Este ano, 119,7 milhões de eleitores poderão votar no sistema biométrico.

A decisão do ministro considerou dois fatores:

  1. a identificação pela digital pode aumentar as possibilidades de infecção, já que o leitor não pode ser higienizado com frequência;
  2. o aumento de aglomerações, uma vez que a votação com biometria é mais demorada do que a votação com assinatura no caderno de votações. Muitos eleitores têm dificuldade com a leitura das digitais, o que aumenta o risco de formar filas.

O TSE ouviu o Dr. David Uip do Hospital Sírio Libanês; Marília Santini da Fundação Fiocruz; Luís Fernando Aranha Camargo do Albert Einstein Hospital é membro do grupo consultivo.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *