conecte-se conosco

Brasil

Sem paciência, homem tortura filhinha de 3 anos com colher quente

Segundo Polícia Civil, o homem alegou que teve um momento de raiva, pois a filha o estava desobedecendo

Publicados

em

Mceara 2019 10 23 22.47.50 01

No bairro Tarumã, zona oeste de Manaus, no Amazonas, uma criança de três anos foi torturada e queimada, em várias partes do corpo, pelo próprio pai, no início deste mês. O homem foi preso nesta quarta-feira (23/10/2019) e contou à polícia que feriu a filha com uma colher quente porque a menina o tinha “desobedecido”. São informações do G1.

A criança, após sofrer as torturas, ficou mantida em cárcere privado junto com a mãe e dois irmãos por três dias, até que a mãe conseguiu fugir para pedir ajuda.

“O homem conta que teve um momento de raiva, pois a criança não estava o obedecendo. Trata-se de uma tortura ou castigo em que ele esquentou uma colher grande e passou a queimar a criança em várias partes do corpo. Na barriga, nas mãos, na planta do pé”, contou a titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Joyce Coelho.

O pai trancou a mulher em casa com as três crianças para que não fosse denunciá-lo e impediu que a criança fosse socorrida. Durante esses três dias, essas feridas foram se agravando. Foi somente no dia 10, quando o homem saiu de casa, que a mãe conseguiu fugir e levar a menina para o hospital”, completou Joyce.

Ao chegar no hospital, uma equipe do local acionou a polícia. Uma delegada plantonista foi até a unidade e viu que o caso tratava-se de tortura. A mãe da menina registrou um boletim de ocorrência contra o pai da vítima.

Cárcere privado

Em depoimento para a polícia, a mulher conta que durante os três dias ficou em cárcere com as três crianças de quatro, três e um ano, sem comer direito pois não havia alimento suficiente em casa.

Um mandado de prisão em nome do suspeito foi expedido no dia 18 de outubro. Apresentado em coletiva de imprensa na manhã desta quarta, o homem de 25 anos confessou o crime.

Preso em cumprimento de mandado de prisão preventiva, ele foi indiciado por tortura e cárcere privado e será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *