Prefeitura de Granja cancela carnaval e destina verba para amenizar transtornos de chuvas na cidade - Mceara.com
Siga-nos nas redes sociais

Região

Prefeitura de Granja cancela carnaval e destina verba para amenizar transtornos de chuvas na cidade

O dinheiro será utilizado para diminuir impactos da chuva, com limpezas de córregos e obras de contenção, além de reforçar a assistência social para casos de desabrigados

A Prefeitura de Granja (a 300 quilômetros de Fortaleza) anunciou nesta quarta-feira (15) que o dinheiro reservado para o carnaval da cidade será destinado para ações de assistência social. A decisão, de acordo com o Poder Executivo do município, foi motivada pela expectativa de fortes chuvas nos próximos meses. Hoje, a cidade registrou o maior volume de chuva do Ceará, 99 milímetros, segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

O valor de R$ 1,2 milhão que seria destinado à realização do evento, segundo a Prefeitura, passará para ações de infraestrutura e de suporte a possíveis famílias desabrigadas. No ano passado, o carnaval de Granja também foi cancelado por conta da quadra chuvosa.

De acordo com a Prefeitura, o município tem histórico de receber as maiores chuvas do Estado. A preocupação foi intensificada após anúncio da Funceme de que, a partir da última semana de janeiro até o dia 20 de fevereiro, chuvas de intensidade “fortíssimas” devem atingir o Estado.

Além disso, com as precipitações do início deste ano, os açudes Gangorra e Anjicos, importantes fontes de recursos hídricos da região, estão com quase 80% da capacidade e, quando transbordam, deságuam no Rio Coreaú, que já está com o nível acima do esperado para o período. O receio, no entanto, é de que as chuvas provoquem alagamentos na cidade e deixem pessoas desabrigadas.

A verba que seria alocada nos festejos será investida em limpezas de córregos, riachos, drenagens, recuperação de pontes, manutenção de passagens molhadas e em obras de contenção, afirma a Prefeitura.

A prefeita de Granja, Amanda Aldigueri (PDT), ressalta que as próprias festas durante o período carnavalesco podem ser prejudicadas pelas chuvas.

“Não faz sentido o município gastar com quatro dias de alegria, correndo o risco de testemunhar tragédias no restante do ano”, disse a gestora.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *