Siga-nos nas redes sociais

Policia

Polícia obriga bandidos a pintar muro onde haviam pichado ameaças em Fortaleza

O flagra foi mostrado pelo secretário de segurança, André Costa, que divulgou uma série de ações da Polícia em seu Instagram

Publicados

em

Oito dias após o início da onda de ataques no Ceará, a chegada da Força Nacional e de outros policiais federais para atuar no combate a criminalidade no Estado tem enfraquecido os bandidos. O secretário de Segurança, André Costa, publicou nas redes sociais diversas ações pelas cidades do Estado.

Em Fortaleza, por exemplo, bandidos que picharam muros com ameaças ao Governo, ao novo secretário da Administração Penitenciária e à Polícia foram pegos em flagrante e obrigados a pintar as paredes.

Em vídeos e fotos publicados no Instagram, o secretário mostra a ação em um muro onde havia ameaças contra a Polícia Militar, no bairro Vicente Pinzon, em Fortaleza. Na imagem, é possível ver três suspeitos, de acordo com André Costa, que foram apreendidos e tiveram que pintar a parede. Depois, foram autuados.

“Muro com pichação de vagabundos. A SSPDS agiu e vai continuar agindo contra essa bandidagem. A Polícia não vai recuar um milímetro sequer, estamos todos unidos em um só propósito, proteger as pessoas de bem”, escreveu o secretário.

Outra ameaça que ficou bastante conhecida foi a direcionada ao novo secretário de administração penitenciária, Luís Mauro Albuquerque. A onda de terror teve início após uma declaração dele, onde mostrou a intenção de endurecer as políticas do sistema prisional.

No muro, os bandidos picharam “Não vamos parar até o secretário sair. Fora, Mauro Albuquerque! Ass: Crime do Estado.” Neste caso, pintores apagaram a mensagem ameaçadora. No local, foram pintados o símbolo do Governo do Ceará e do Ceará Pacífico.

Além disso, o secretário de segurança André Costa também mostra a ação das diversas polícias pelo Ceará com vídeos de helicópteros da Ciopaer sobrevoando Fortaleza e outras cidades do estado, além de limpeza urbana em algumas regiões para facilitar o trabalho da polícia, a prisão de suspeitos de ameaçar comerciantes e de outros que atearam fogo em veículos.

Secretário de Segurança mostra bandidos pintando muros pichados com ameaças. (FOTO: Reprodução/Instagram André Costa)

Ataques

Desde a noite da última quarta-feira (2), facções criminosas espalham terror por todo o Ceará, numa onda de ataques contra ônibus e vans do transporte público, prédios e equipamentos públicos e privados.

Até as 11h30 desta quarta-feira (9), o Sistema Jangadeiro contabiliza 169 ataques promovidos em 46 municípios, sendo 73 em Fortaleza, a cidade que concentra a maior parte das ações criminosas, em oito dias de terror.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 215 pessoas foram presas nos oito dias de ataques até as 9h desta quarta-feira (9), suspeitas de participação nas ações. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Matéria do Tribuna do Ceará

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policia

Viatura da Polícia Militar capota na Praça da Imprensa

Quatro policiais estavam no carro, mas nenhum deles ficou ferido

Publicados

em

Uma viatura da Polícia Militar capotou após colisão com um carro particular, na Praça da Imprensa, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza. O acidente aconteceu após os policiais serem acionados via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) sobre uma suposta tentativa de assalto em um coletivo.

De acordo com policiais militares, as denúncias apontavam que dois homens entraram em ônibus que faz a linha 027 (Siqueira/ Papicu/ Aeroporto). Os demais passageiros consideram a dupla suspeita e decidiram acionar as forças de segurança.

No cruzamento entre a avenida Antônio Sales com Desembargador Moreira, a viatura bateu em um carro modelo Ford Fusion e capotou. Quatro policiais militares estavam no equipamento, mas nenhum deles se feriu. Após o acidente, cerca de 10 viaturas foram deslocadas ao trecho onde o capotamento aconteceu.

Matéria do Cnews

Continue lendo

Policia

Policia prende dois jovens e evita suposto massacre em escola de Frecheirinha, interior do Ceará

A conversa repercutiu em vários grupos de Whatsapp da cidade neste fim de semana

Publicados

em

Dois jovens, cujas identidades não foram reveladas e que planejavam invadir à Escola Estadual Antônio Custódio, em Frecheirinha, e levar terror com dezenas de mortes foram presos pela Polícia Militar local.

O plano da tragédia que seria realizado pela dupla estava sendo organizado pelo WhathApp.

A ação policial e prisão dos dois foi realizada no último sábado (16).

Matéria do CN7

Continue lendo

Policia

Pai flagra estupro da filha dentro de casa e usa o celular para gravar o crime no Ceará; suspeito foi preso

Suspeito era próximo da família oferecia balas e dinheiro para atrair a criança

Publicados

em

Um pai flagrou o estupro da filha de 10 anos dentro da própria casa. Ele utilizou um celular para filmar o crime. O caso aconteceu em Pindoretama, na Região Metropolitana de Fortaleza. A Polícia Civil fez a prisão do homem, de 24 anos, nesta sexta-feira (15).

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o suspeito tinha uma relação próxima com a família e oferecia balas, dinheiro e outros objetos para atrair a criança.

Desconfiando das atitudes suspeitas, o pai resolveu instalar um aparelho celular em um dos cômodos da casa. Nas imagens foi possível constatar atos libidinosos contra a criança. Após a denúncia do caso, o homem de 24 anos foi detido e encaminhado para uma unidade local da Polícia Civil do Ceará.

Estupro de vulnerável

De acordo com o Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro, ter conjunção carnal, ou praticar qualquer ato libidinoso com menor de 14 anos é considerado estupro de vulnerável, com pena que varia de 8 a 15 anos de reclusão, de acordo com o caso.

Continue lendo

Policia

Suspeito de estuprar criança de seis anos é assassinado dentro da Cadeia Pública de Caridade

Corpo foi encontrado com marcas de agressão dentro de uma das celas da unidade prisional

Publicados

em

Um homem suspeito de estupro de vulnerável contra uma criança de seis anos, em fevereiro deste ano, em Baturité, foi assassinado na madrugada da última sexta-feira (15), dentro de uma cela da Cadeia Pública de Caridade, no Ceará.

Segundo a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), agentes encontraram o detento Francisco Paulino de Melo já sem vida com sinais de agressão dentro da cela.

O suspeito havia sido preso na tarde da última terça-feira (12) por policiais da Delegacia Regional de Baturité e foi transferido para a Cadeia Pública de Caridade.

A Polícia Civil já identificou os possíveis responsáveis pela morte do preso. A Perícia Forense e a Delegacia foram acionadas para os demais procedimentos necessários no local.

O caso

De acordo com investigações, o homem conhecido como ‘Cizé’ trabalhou como pedreiro na casa da vítima em dezembro de 2018, e se aproveitou do conhecimento que tinha da rotina dos moradores do imóvel para, em fevereiro, retornar ao local e cometer o crime.

Matéria do DN

Continue lendo

Policia

Agricultor é preso acusado de estuprar menino de 11 anos em troca de uma gaiola, no interior do CE

“Murilo” foi levado à Delegacia de Brejo Santo para responder por crime de estupro de vulnerável

Publicados

em

O agricultor Maurilio Bernardino Bastos, de 40 anos, foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Brejo Santo por volta das 17 horas desta quinta-feira. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de um garoto de 11 anos ao qual prometeu dar uma gaiola de presente.

O procedimento contra “Murilo” – como é conhecido – será feito por portaria quando as investigações serão aprofundadas em torno do crime de estupro de vulnerável.

Ele foi detido em sua residência por uma Patrulha da PM com o Sargento Edinilton e os Soldados Moreno e Moura após o avô do estudante de iniciais J. D de O. S., de 11 anos, relatar sobre o caso ocorrido no último mês de fevereiro contra o seu neto.

A polícia vai requisitar exames laboratoriais para dar encaminhamento às investigações que serão acompanhadas pelo Conselho Tutelar de Mauriti. Murilo não tinha passagens pela polícia.

Matéria do Miséria 

Continue lendo
Publicidade