Siga-nos nas redes sociais

Policia

Polícia obriga bandidos a pintar muro onde haviam pichado ameaças em Fortaleza

O flagra foi mostrado pelo secretário de segurança, André Costa, que divulgou uma série de ações da Polícia em seu Instagram

Publicados

em

Oito dias após o início da onda de ataques no Ceará, a chegada da Força Nacional e de outros policiais federais para atuar no combate a criminalidade no Estado tem enfraquecido os bandidos. O secretário de Segurança, André Costa, publicou nas redes sociais diversas ações pelas cidades do Estado.

Em Fortaleza, por exemplo, bandidos que picharam muros com ameaças ao Governo, ao novo secretário da Administração Penitenciária e à Polícia foram pegos em flagrante e obrigados a pintar as paredes.

Em vídeos e fotos publicados no Instagram, o secretário mostra a ação em um muro onde havia ameaças contra a Polícia Militar, no bairro Vicente Pinzon, em Fortaleza. Na imagem, é possível ver três suspeitos, de acordo com André Costa, que foram apreendidos e tiveram que pintar a parede. Depois, foram autuados.

“Muro com pichação de vagabundos. A SSPDS agiu e vai continuar agindo contra essa bandidagem. A Polícia não vai recuar um milímetro sequer, estamos todos unidos em um só propósito, proteger as pessoas de bem”, escreveu o secretário.

Outra ameaça que ficou bastante conhecida foi a direcionada ao novo secretário de administração penitenciária, Luís Mauro Albuquerque. A onda de terror teve início após uma declaração dele, onde mostrou a intenção de endurecer as políticas do sistema prisional.

No muro, os bandidos picharam “Não vamos parar até o secretário sair. Fora, Mauro Albuquerque! Ass: Crime do Estado.” Neste caso, pintores apagaram a mensagem ameaçadora. No local, foram pintados o símbolo do Governo do Ceará e do Ceará Pacífico.

Além disso, o secretário de segurança André Costa também mostra a ação das diversas polícias pelo Ceará com vídeos de helicópteros da Ciopaer sobrevoando Fortaleza e outras cidades do estado, além de limpeza urbana em algumas regiões para facilitar o trabalho da polícia, a prisão de suspeitos de ameaçar comerciantes e de outros que atearam fogo em veículos.

Secretário de Segurança mostra bandidos pintando muros pichados com ameaças. (FOTO: Reprodução/Instagram André Costa)

Ataques

Desde a noite da última quarta-feira (2), facções criminosas espalham terror por todo o Ceará, numa onda de ataques contra ônibus e vans do transporte público, prédios e equipamentos públicos e privados.

Até as 11h30 desta quarta-feira (9), o Sistema Jangadeiro contabiliza 169 ataques promovidos em 46 municípios, sendo 73 em Fortaleza, a cidade que concentra a maior parte das ações criminosas, em oito dias de terror.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 215 pessoas foram presas nos oito dias de ataques até as 9h desta quarta-feira (9), suspeitas de participação nas ações. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Matéria do Tribuna do Ceará

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policia

Secretaria alerta para criação de perfis falsos de Mauro Albuquerque

Titular da Secretaria de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, não utiliza nenhuma rede social

Publicados

em

Um perfil falso do atual secretário de Administração Penitenciária, Mauro Albuquerque, foi encontrado no Twitter. A página recebe atualizações desde 7 de janeiro, mas segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), não é oficial. De acordo com a pasta, o gestor não tem perfil em nenhuma das três principais redes: Instagram, Twitter ou Facebook.

As postagens apresentam supostas citações de Mauro e compartilhamento de notícias sobre as ações desenvolvidas pelo secretário na SAP.

Durante os ataques realizados por integrantes de organizações criminosas, diversos boatos sobre ações que não existiram foram compartilhados nas redes sociais. “É importante que o cidadão esteja atento e não compartilhe ou divulgue relatos incertos. Divulgar material falso é crime”, diz nota anterior, divulgada pela SSPDS.

O que diz a Lei

Comunicação falsa de crime ou de contravenção: Artigo 340 do Código Penal – Provocar ação de autoridade, comunicando-lhe a ocorrência de crime ou de contravenção que sabe não se ter verificado. Pena: detenção, de um a seis meses, ou multa.

Matéria do Cnews

Continue lendo

Policia

Ameaça de bomba: Polícia verifica que mala deixada na Praia de Iracema estava vazia; Assista

Caso foi registrado após mala suspeita ser abandonada na rua Antonele Bezerra. Equipe do Esquadrão Antibombas já está no local

Publicados

em

Uma ameaça de bomba foi confirmada na tarde desta terça-feira, 15, após mala suspeita ser encontrada abandonada na rua Antonele Bezerra, na Praia de Iracema.

Agentes do Comando Tático Motorizado (Cotam) isolaram parte da rua, no trecho correspondente entre rua Antônio Lima e avenida Barão de Studart. Equipe do Esquadrão Antibombas esteve no local e verificou que não havia conteúdo explosivo.

Ação do Esquadrão Antibombas contou com participação de cão farejador. Após vistoria, policiais verificaram que mala estava vazia, sem conteúdo explosivo.


Matéria do O Povo

Continue lendo

Policia

Jovem morta em shopping por ex já havia relatado ameaças a amigo no WhatsApp; veja conversa

No diálogo feito por meio de um app de mensagens, vítima relatou para um amigo detalhes do fim do relacionamento

Publicados

em

Em conversa com um amigo por meio do aplicativo de WhatsApp, obtida pelo Diário do Nordeste, Lidiane Gomes da Silva, morta a tiros pelo ex-companheiro dentro de uma loja em um shopping de Maracanaú, na manhã desta terça-feira (15), disse ter sofrido ameaças após ter terminado o relacionamento com o ex-namorado, Alighiery Silva. Após um diálogo entre os dois, ela afirma ter terminado de forma amigável com o homem. “Deixei aquele louco, não consegui mais depois daquele dia, aí tivemos uma conversa e rompemos”, relatou.

Na sequência das mensagens, o amigo pergunta se o término foi tranquilo. A vítima diz que foi chantageada com ameaças, mas que atualmente o ex-namorado a teria deixado em paz. “Ele falou um monte (de coisas), fez chantagem, me ameaçou, mas hoje ele está mais conformado, me deixou em paz. Tá só me ligando (sic), mas não atendo”, revelou.

Preocupado com as ameaças do ex de Lidiane, o amigo chama a atenção para o comportamento de Alighiery.”Tomara (que esteja conformado). Porque já vi muitas histórias assim não acabarem bem”, alertou. Lidiane ameniza a situação e diz que fez um Boletim de Ocorrência (B.O.) contra Alighiery e que o ex não faria nada contra ela.

A vítima menciona, ainda, que o ex tinha uma filha de dois anos com a ex-mulher e que estaria reatando o relacionamento, o que a deixava mais aliviada. Lidiane ressaltou também que, apesar de não confiar muito, estaria tranquila pois, segundo ela, Alighiery ‘morre’ de medo de processo.

Por fim, o amigo cogita a possibilidade de uma reaproximação entre ele e Lidiane e chegam a marcar um encontro. “Você solteira, podemos nos aproximar de novo”. Lidiane o tranquiliza e sugere um encontro em Maracanaú por ser mais perto para ela. “Deixa de medo, ele não vai fazer nada. Relaxa. Por aqui mesmo (o encontro), Fortaleza é longe”, finaliza.

Confira a transcrição de um trecho da conversa:

Matéria do DN

Continue lendo
Publicidade