conecte-se conosco

Policia

Policia mata três bandidos envolvidos em latrocínio que vitimou agente penitenciária, em Aquiraz

A ação conjunta com as forças de segurança do Estado resultou também nas prisões de dois envolvido no latrocínio

Publicados

em

MCEARA.COM2020.05.22 23 14 55 001

Uma ação conjunta com as forças de segurança do Estado, nesta sexta-feira (22), resultou nas prisões de dois suspeitos de envolvimento no latrocínio que vitimou a agente penitenciária Ana Paula Vieira de Oliveira (30). O crime aconteceu durante a manhã de hoje, em uma tentativa de assalto às margens da BR 116, em Aquiraz. Três armas de fogo e outros materiais ilícitos foram apreendidos durante a ofensiva policial.

O trabalho policial teve início logo que a informação foi passada sobre a morte da agente penitenciária. Após colherem as primeiras informações sobre o caso, equipes do Bope, da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) e da Polícia Municipal de Eusébio saíram em diligência com o objetivo de capturar os responsáveis pelo crime. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) foi acionada e auxiliou na ação.

Segundo o que foi apurado, os suspeitos estavam escondidos em uma área de matagal nas proximidades do distrito de Jabuti. Os policiais ingressaram em uma área de mata e localizaram suspeitos de participação no crime que vitimou a agente de segurança. De acordo com os levantamentos policiais, os infratores efetuaram disparos de arma de fogo contra a composição, que revidou. Três suspeitos foram lesionados durante o confronto. Eles foram socorridos e levados ao hospital, mas não resistiram aos ferimentos.

Outros dois indivíduos foram capturados na ação policial. As equipes policiais também apreenderam três armas, sendo dois revólveres e uma espingarda; munições deflagradas de calibre 32 e 12; uma balança de precisão e drogas. Os capturados e todo material apreendido foram levados para a sede do DHPP, em Fortaleza. O procedimento está em andamento e as diligências continuam.

Investigações

O caso está a cargo da 11ª Delegacia do DHPP, unidade especializada em investigar crimes dolosos contra a vida e latrocínio praticados em desfavor de agentes de segurança pública do Estado. A Polícia Civil ressalta que a população pode contribuir com as investigações repassando informações que possam ajudar na localização dos suspeitos. As denúncias podem ser feitas pelo número 181, o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), para o (85) 3257.4807, do DHPP, ou ainda para o número (85) 99111.7498, que é o WhatsApp do Departamento, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem. O sigilo é garantido.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *