conecte-se conosco

Policia

Polícia localiza automóvel roubado no assalto e morte do motorista de aplicativo

O carro foi encontrado depenado nas margens do Anel Viário, no bairro Ancuri

Publicados

em

Polícia localiza automóvel roubado no assalto e morte do motorista de aplicativo

Nove dias após o assassinato do motorista de aplicativo André Hadlich Fernandes, 32, a Polícia localizou o veículo que ele utilizava para realizar as corridas e, assim, poder sustentar a família.

O veículo, modelo Ônix, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (19), abandonado debaixo de uma árvore nas margens do Anel Viário, no bairro Ancuri, limite entre Fortaleza e Aquiraz. A PM foi acionada por moradores. As informações é do Jornalista Fernando Ribeiro.

Uma equipe Ada Perícia Forense do Ceará (Pefoce) esteve no local da localização dop automóvel e fez exames minuciosos em busca de vestígios do crime, como sangue da vítima e impressões digitais dos criminosos.

O carro, de placas QTG-9823 (CE) foi, em seguida, encaminhado ao pátio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), onde permanecerá à disposição das autoridades para novas perícias e até mesmo uma reconstituição do crime (reprodução simulada) caso seja necessária para o esclarecimento do caso e a individualização da participação de cada um dos suspeitos. Seis estão presos naquele órgão da Polícia Judiciária (Civil) do Ceará.

Morte

Alexandre Fernandes foi assassinado, a tiros, na noite do último dia 10, quando estava sob poder de uma quadrilha de ladrões que vinha agindo há, pelo menos, cinco meses, sempre atacando motoristas de aplicativos e roubando os veículos.

O desaparecimento do motorista durou 48 horas, até que, na noite do dia 12, o cadáver foi encontrado às margens da rodovia federal BR-116, na localidade de Riachão, limite dos Municípios de Aquiraz e Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

No dia 13, cerca de 500 motoristas de aplicativos realização uma manifestação nas ruas de Fortaleza, em forma de carreata, pedindo justiça para o caso e mais segurança para a categoria, diante de dezenas de assaltos que acontecem todos os meses na Capital vitimando esses profissionais.

Quadrilha presa

Na madrugada do dia 13, cinco suspeitos de envolvimento no crime foram presos em diferentes bairros de Fortaleza por policiais do DHPP e confessaram a participação no crime. No sábado (14), o sexto integrante da quadrilha acabou capturado na cidade de Caridade (Distante 94Km da Capital), para onde tinha fugido ao saber que os comparsas haviam sido detidos. Estava escondido na casa de familiares e foi trazido para o DHPP.

O bando agora é suspeito de, pelo menos, outros quatro crimes semelhantes (latrocínios), cujas vítimas também foram motoristas de corridas contratadas por meio de aplicativos.

Propaganda