Siga-nos nas redes sociais

Policia

Mãe acusa vereador de Fortaleza de estuprar filha de 16 anos

Assessoria do vereador afirma que ele não tem conhecimento do fato

Publicados

em

Uma denúncia formulada pela mãe de uma adolescente de 16 anos aponta o suposto envolvimento do vereador de Fortaleza, e recém-eleito deputado estadual, Soldado Noelio (PROS) em um crime de estupro. O caso já está sendo investigado pela Polícia Civil através da Delegacia de Combate ao Crime de Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa).

O Boletim de Ocorrência (B.O.), que expõe a denúncia contra o político, foi registrado no dia 31 de julho último, às 22h15, no plantão da Dececa. A mãe contou à Polícia que sua filha, de 16 anos, “estava sem menstruar há três meses e sentindo cólicas”, por conta disso, levou a garota ao médico e, através de um exame de ultra-som pélvico, ficou constatado que a menor estava grávida.

Daí em diante, a mãe narra no B.O. a situação que aponta o envolvimento do vereador no caso. Segundo ela, a filha lhe relatou que conheceu Noelio através de uma rede social e os dois marcaram um encontro que acabou acontecendo no bairro Autran Nunes (a data do encontro não foi especificada). De lá, Noelio, que estaria em uma caminhonete Hilux, levou a garota para um motel no Cumbuco, em Caucaia, onde teria praticado o abuso sexual. “Ele teve relações com ela sem a permissão de minha filha”, narrou.

Ainda no documento, a mãe diz que, após o primeiro encontro, que resultou no estupro, o vereador teria marcado outro, porém, a garota se recusou. A mãe disse também que sua filha é epilética.

O CN7 tentou contato com a mãe da garota através do telefone que consta no B.O., mas estava fora da área de serviço. Foram deixados recados, que não foram retornados.

A assessoria do vereador informou que ele não tem conhecimento do fato, que irá procurar o Boletim de Ocorrência para se inteirar do caso.

O Boletim de Ocorrência feito pela mãe da menina narra o crime

Leia a nota de Noelio na íntegra

Soldado Noelio esclarece a denúncia veiculada na imprensa, no dia de ontem (23), onde foi acusado de cometer um crime. Informamos que o fato já foi esclarecido pela própria noticiante que, na tarde de ontem, compareceu à delegacia para prestar seu depoimento afirmando que não houve nenhum crime realizado pelo parlamentar.

Matéria do CN7

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *