Siga-nos nas redes sociais

Policia

Polícia Civil dá a resposta e começa a caçada a facções que dominaram Caucaia

A operação desencadeada na manhã de quarta acontece após bandidos ameaçarem ataques

Cerca de 150 policiais civis, entre delegados, escrivães e inspetores, participam na manhã desta quarta-feira (15) de mais uma megaoperação de combate ao crime no Ceará. As informações é do CN7.

O objetivo da mobilização do efetivo é o cumprimento de mandados judiciais de prisão e de busca e apreensão em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). É a reação da Segurança Pública às ameaças feitas por uma facção criminosa de que iria invadir dois bairros daquela cidade para dominar o território de uma facção rival.

Nas redes sociais, os criminosos exibiram as armas que contam para a “guerra” contra os bandidos rivais. As ameaças partiram do Comando Vermelho (CV), revelando que fuzis, submetralhadoras, pistolas, revólveres e espingardas, além de farta munição, estariam prontos para serem usados na invasão ou ataque às comunidades da Cigana e Padre Júlio Maria. A informação foi divulgada, com exclusividade, pelo site CN7.com nesta terça-feira (14).

A operação desencadeada nesta manhã está sendo coordenada pelo Departamento Técnico Operacioal (DTO) da Polícia Civil e mobiliza policiais civis de várias delegacias e departamentos da instituição. O alvo são criminosos de facções envolvidos em crimes como assassinatos (homicídios), tráfico de entorpecentes, assaltos (roubos), além de expulsão de moradores de suas residências e outros delitos.

Participam da operação policiais dos seguintes órgãos: Departamentos de Inteligência Policial (DIP), de Polícia Judiciária Metropolitana (DPJM), de Polícia Judiciária da Capital (DPJC), de Polícia Judiciária Especializada (DPJE), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), de Recuperação de Ativos (DRA) e de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV) e de várias delegacias distritais e metropolitanas.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.