conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Mceara.com

Policia

Pandemia da violência no Ceará não poupa nem os idosos, 25 foram mortos neste ano

Dona Miriam, uma das 25 vítimas da violência armada contra os idosos no Ceará. Ela tinha 72 anos e foi morta, a tiros, na porta de casa, no bairro Aerolândia

MCEARA.COM2020.05.07 09 45 37 001

Com um total de 1.554 assassinatos nos primeiros quatro meses do ano, o Ceará apresenta uma alta taxa de homicídios contra pessoas vulneráveis. Além da morte de 157 adolescentes e 125 mulheres, a violência também atinge pessoas idosas, com idades acima de 60 anos, como classifica o Estatuto do Idoso. Ao menos, 25 pessoas nesta faixa etária foram vítimas de crimes violentos, como latrocínios (roubo seguido de morte) ou delitos sexuais com estupro.

A pessoa com idade mais avançada morta no Ceará tinha 84 anos e foi executada por criminosos no Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza. O idoso, identificado como Raimundo Bezerra da Costa, foi assassinado na madrugada do dia 6 de abril último, na localidade de Porteiras.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Também em Caucaia foi registrado um crime de latrocínio que vitimou uma idosa de 82 anos. Era a aposentada Maria Nísia Teixeira Freitas, que acabou sendo assassinada numa trama arquitetada pela sua empregada doméstica junto com o namorado. Os dois acabaram presos. A anciã foi estrangulada na tarde do dia 24 de janeiro em sua residência, na Praia do Icaraí.

Dos 25 assassinatos de idosos neste ano no Ceará, a maioria aconteceu no interior do estado. Foram 14 crimes nos seguintes Municípios: Sobral, Cedro, Ipueiras, Deputado Irapuan Pinheiro, Fortim, Campos Sales, Jijoca de Jericoacoara, Potiretama, Frecheirinha, Choró, Limoeiro do Norte, Boa Viagem, Solonópole e Lavras da Mangabeira.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Em Fortaleza foram cinco assassinatos do gênero (nos bairros Granja Lisboa, Jacarecanga, Itaperi, Pirambu e Aerolênddia) e na Região Metropolitana mais seis casos, sendo quatro em Caucaia, um em Maracanaú e o sexto em Paraipaba.

A morte de “Dona Miriam”

Uma das mais recentes vítimas dos assassinatos de idosos no Ceará era uma dona de casa, aposentada, de 72 anos. Dona Miriam Arruda da Silva foi morta com vários tiros à queima-roupa na porta de sua casa, na Rua Sousa Pinto, no bairro Aerolândia, na manhã do dia 6 de abril.. Bandidos que desembarcaram de um carro, já com armas na mão, estariam, supostamente, à procura de um filho dele, como não o encontraram, descarregaram as armas na idosa, que morreu nos braços de familiares, na porta de casa.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Outra vítima da violência foi a aposentada Maria Terezinha Dias Menezes. Ela tinha 74 anos de idade e foi morta a golpes de faca no dia 5 de janeiro na cidade de Sobral, na Região Norte do estado. O crime foi em família. O suspeito de ter assassinado Dona Terezinha foi o próprio filho, José Eduardo Dias Menezes, 21 anos, usuário de drogas, que acabou preso em flagrante.

Em Campos Sales, também no Interior cearense, foi registrado o assassinato de um aposentado de 81 anos. O aposentado Francisco de Assis Adelino de Lima, “Seu Assis”, como era conhecido, estava sentado na calçada da casa onde morava, nas imediações do terminal rodoviário, no momento em que foi assassinado a tiros por indivíduos não identificados.

Propaganda. Role para continuar lendo.

E no último fim de semana, a violência contra idoso aconteceu na zona rural do Município de Lavras da Mangabeira, onde um travesti assassinou a anciã Luíza Antônia Bezerra, 79 anos, durante uma tentativa de roubo. Dona Luíza morava sozinha e foi estrangulada pelo criminoso que buscava encontrar dinheiro na casa da aposentada. Acabou preso por latrocínio.

Militar morto

No dia 18 de janeiro, um militar idoso, já aposentado, foi morto por assaltantes dentro de casa. O crime aconteceu no Município de Fortim, no Litoral Leste do estado. O sargento da Reserva Remunerada (RR) da Polícia Militar do Ceará, Paschoal Stoppelli Neto, 77 anos, foi morto a golpes de faca juntamente coma esposa, Diana Anastácio da Silva, 58.

Propaganda. Role para continuar lendo.

Os assassinos fugiram levado todos os objetos de valor da residência do casal, além do carro do PM, mas acabaram presos.

Via Jornalista Fernando Ribeiro

Propaganda. Role para continuar lendo.
Propaganda