conecte-se conosco

Policia

Pandemia da violência: facções voltam a praticar crimes cruéis com esquartejamentos

Em Sobral, foi localizado o corpo de um homem, crivado de balas e com as mãos amarradas

Publicados

em

Dois crimes brutais, com a marca da crueldade das facções criminosas, foram registrados nas últimas 24 horas no Ceará. Em um deles, a vítima foi esquartejada. No segundo caso, o homem foi assassinado com as mãos amarradas para trás, numa autêntica execução sumária. A Polícia investiga os crimes, mas ainda não há suspeitos da autoria.

O primeiro caso ocorreu na cidade de Sobral, na Zona Norte do estado (a 224Km de Fortaleza), onde na manhã desta quarta-feira (3) o corpo de um homem foi encontrado em um matagal no bairro Jardim das Flores. O cadáver estava crivado de balas e com as mãos amarradas para trás. Com a chegada da Polícia no local, a vítima foi identificada como Maílson Souza, conhecido pelo apelido de “Foguinho”, morador do bairro Alto do Cristo.

Outro caso

Já no fim da tarde desta quarta-feira (3), a Polícia registrou uma ocorrência de achado de cadáver no bairro Alto Alegre, em Maracanaú, onde o corpo de um homem foi encontrado por Populares boiando debaixo de uma ponte do Anel Viário, nas águas do Rio Maranguapinho. O cadáver estava mutilado, com visíveis sinais de esquartejamento.

A Polícia Militar foi acionada para o local da ocorrência e pediu o apoio do Corpo de Bombeiros para o resgate do cadáver.

O esquartejamento foi confirmado após a retirada do cadáver no rio. O homem estava morto sem os dois braços, cortados pelos assassinos e, ainda, não encontrados, provavelmente sendo arrastados pela correnteza.

O morto foi identificado como Francisco Gilson Prudêncio da Silva, 23 anos, natural de Caucaia. A Polícia não informou se ele tinha antecedentes criminais e quando ocorreu o crime.

Via Jornalista Fernando Ribeiro

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *