conecte-se conosco

Policia

Pandemia da bala: seis mulheres são assassinadas no fim de semana no Ceará

Subiu para 261 o número de mulheres assassinadas no Ceará neste ano

Publicados

em

Pandemia da bala: seis mulheres são assassinadas no fim de semana no Ceará

Somente no fim de semana foram registrados seis crimes do gênero, elevando para oito as mortes violentas de mulheres em apenas quatro dias do mês de outubro.

A violência no fim de semana contra as mulheres começou logo na sexta-feira (2), quando uma jovem identificada apenas por “Leandra” foi assassinada, a tiros, na localidade de Rabo da Gata, na zona rural do Município de São Luís do Curu, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A Polícia investiga o caso.

Ainda na sexta-feira (2), morreu em um dos hospitais da cidade de Sobral, na Zona Norte do estado, a jovem estudante Micaele dos Reis Teixeira, 20. Ela havia sido ferida a tiros na cidade de Camocim, duas semanas antes, ocasião em que seu companheiro foi morto. A residência do casal, no bairro de Fátima, foi invadida por bandidos armados.

No domingo (4), mais três mulheres foram vítimas de assassinato no Ceará. Uma delas foi identificada por Antônia Nilda da Silva, 38, “Loura”, comerciante, dona de um bar no Distrito de Lagoinha, no Município de Quixeré, na Região do Vale do Jaguaribe. “Loura” foi morta, a tiros, dentro do seu ponto comercial.

Mais mortes

Na localidade conhecida como Sítio Raposo, na zona rural do Município de São João do Jaguaribe, mais uma mulher foi morta. Identificada por Regiane Maria Alves de Oliveira, 39 anos, a vítima foi atingida por vários tiros dentro de sua residência, e teve morte imediata.

Na noite do domingo (4), um casal foi morto, a tiros, no bairro Pedregal, na periferia da cidade de Santana do Acaraú, na zona Norte do estado. Um jovem identificado por “Léo” e sua companheira, conhecida por “Neguinha”, foram executados a tiros por desconhecidos.

E no fim da tarde do domingo, o corpo de uma mulher foi encontrado com marcas de violência, despido e enterrado em cova rasa na localidade de Sítio Barreiro, no Distrito de Belmonte, na zona rural do Município do Crato, na Região Sul do estado (Cariri).

Jornalista Fernando Ribeiro

Propaganda