conecte-se conosco

Brasil

O auxílio de R $ 600 foi rejeitado? Aprenda a reclamar, mesmo após o prazo

Publicados

em

O prazo para registrar um auxílio emergencial de R $ 600 expirou em 2 de julho, mas isso não significa que quem recusou o resultado não possa contestar a análise ou até mesmo enviar uma nova solicitação.

Cada pessoa só pode fazer uma nova solicitação uma vez para corrigir dados e disputas, definidas pelo Ministério da Cidadania. Para reclamar da recusa do governo em pagar assistência de emergência, os cidadãos devem ter recebido uma das seis mensagens a seguir:

  1. Dados inconclusivos (nesse caso, apenas pode fazer nova solicitação)
  2. Cidadão(ã) possui emprego formal
  3. Cidadão(ã) com renda familiar mensal superior a meio salário mínimo por pessoa e a três salários mínimos no total
  4. Cidadão(ã) recebe seguro-desemprego ou seguro-defeso (pescadores)
  5. Cidadão(ã) recebe benefício previdenciário ou assistencial;
  6. Cidadão(ã) é servidor(a) público(a) – RPPS/Siape

De acordo com o Banco Federal da Caixa Econômica, responsável pelo registro da assistência de emergência, as pessoas que receberem uma das respostas acima podem enviar novas solicitações ou disputas pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo aplicativo Caixa (para Android e iOS). Vale ressaltar que essa pessoa ainda não deve ter enviado uma nova solicitação ou contestação.

Novos pedidos devem ser feitos somente quando as informações fornecidas anteriormente precisarem ser corrigidas. Cidadãos que não concordam com os motivos do registro não aprovado podem competir. Segundo a Caixa, já havia 1,3 milhão de registros na primeira análise e 800 re-análises na quinta-feira, 9 de setembro.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *