conecte-se conosco

Notícias

Vídeo: mãe amarra bebê de 10 meses para chantagear pai da criança e grava tudo, assista

Avó contou para polícia e conselheiros tutelares que a mãe da criança gravou vídeo para forçar o pai a retomar relacionamento

Publicados

sobre

A Patrulha Maria da Penha, da Polícia Militar de Alagoas, e o Conselho Tutelar de Girau do Ponciano, retiraram uma bebê de 10 meses da casa da mãe após a avó paterna denunciar que a mulher amarrou a criança com uma corda e enviou o vídeo para o pai da menina para forçá-lo a retomar o relacionamento. O caso foi confirmado ao G1 nesta segunda-feira (25) pelo Conselho Tutelar.

O vídeo mostra a bebê com os pés, as pernas e os braços amarrados, e uma mulher rindo e chamando a criança de ratazana.

Segundo o Conselho Tutelar de Girau do Ponciano, o vídeo foi gravado pela mãe da criança quando ela ainda morava com a filha em Minas Gerais, depois de se separar do pai da bebê. Há aproximadamente uma semana, mãe e filha passaram a morar em Alagoas, mesmo estado da avó paterna da menina.

Propaganda

Por volta das 17h30 do último sábado, a avó acionou a Patrulha Maria da Penha de Arapiraca, e pediu ajuda para constatar se a neta estava sofrendo maus-tratos e retirá-la da casa da mãe. Após ver o vídeo, a equipe da Patrulha Maria da Penha de Arapiraca acionou o Conselho Tutelar de Girau do Ponciano.

As equipes foram à casa em que a bebê estava morando com a mãe, na Zona Rural de Girau do Ponciano, Agreste de Alagoas, retiraram a criança do local e entregaram à avó paterna.

Como não houve flagrante e a criança não apresentava nenhum sinal de maus-tratos quando foi encontrada, a mãe não foi presa.

Propaganda

O Conselho Tutelar denunciou o caso ao Ministério Público Estadual (MP-AL), e orientou que o pai, que mora em Minas Gerais, entre com o pedido de guarda. Por enquanto, a criança fica aos cuidados da avó paterna

Continue lendo
Propaganda