conecte-se conosco

Olá o que procuras?

Notícias

Suspeitos de matar PM ‘comemoram’ soltura e são espancados por populares; veja vídeo

O táxi onde eles entraram foi depredado pelos populares indignados

Três suspeitos de terem assassinado o policial militar reformado Luís Carlos da Silva Castro, de 56 anos, na cidade de Manaus, no Amazonas, foram liberados pela Justiça nesta sexta-feira (21), mas, na saída do Fórum, foram atacados por parentes do PM morto.

De acordo com informações do portal Em Tempo,os suspeitos Joelson Ferreira Soares, de 21 anos, Marcley Moraes de Souza, de 20 anos e Charles Sanches Morais, de 27 anos, foram liberados após passarem por audiência de custódia.

Em vídeo feito na saída do Fórum Ministro Henoch Reis, na Zona Sul de Manaus, é possível ver um dos suspeitos comemorando. Logo em seguida, no entanto, um deles fala que estão sendo soltos “para serem mortos”.

Familiares do PM morto aguardavam do lado de fora, revoltados com a soltura do trio. Os parentes da vítima começam a correr atrás dos acusados e chegam a jogar pedras e quebrar o vidro do táxi que aguardava o trio.

Ainda segundo o portal Em Tempo, a juíza de Direito da Custódia Ana Paula de Medeiros Braga vislumbrou a presença de “vícios” na prova de materialidade do crime. Josué Ferreira Soares, de 19 anos, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Ele foi o responsável pelo primeiro disparo que atingiu Luís.

Na última quarta-feira (19), o vigilante e policial militar da reserva morreu a tiros na loja TV Lar, localizada na avenida Autaz Mirim (Grande Circular), Zona Leste de Manaus. De acordo com testemunhas, a vítima era segurança da loja.

Conforme um policial da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) que preferiu não revelar a identidade, o crime ocorreu por volta das 18h30. O policial afirma que três homens armados invadiram o local e deram voz de assalto. “Após a reação do segurança eles efetuaram os disparos” disse o policial.

Via DOL

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Região

Tentativa de corte da energia foi filmada e compartilhada em redes sociais. Família conseguiu fazer pagamentos atrasados após repercussão da imagem

Brasil

O funcionário não teve ferimentos graves e passa bem

Propaganda