Coordenadora da Vigilância em Saúde de General Sampaio morre de Covid-19

Coordenadora da Vigilância em Saúde de General Sampaio morre de Covid-19

Ana Paloma Alves do Nascimento tinha 32 anos e estava internada no Hospital Leonardo Da Vinci, em Fortaleza; prefeitura do município decretou luto oficial

Ministério da Saúde estuda volta às aulas com refeições em sala de aula
Mãe anda com o cadáver da filha depois de ir a três hospitais e não ser atendida; Assista
Jovem cearense de 19 anos é morto a facadas no Piauí

A enfermeira Ana Paloma Alves do Nascimento, de 32 anos, morreu nesta quinta-feira (28) após complicações em decorrência da Covid-19. Ela trabalhava como coordenadora da Vigilância em Saúde da Prefeitura de General Sampaio, no Ceará. A informação foi confirmada pela prefeitura do município, que decretou luto oficial e divulgou uma nota de pesar pelo falecimento da servidora.

“É com profundo pesar que o governo municipal de General Sampaio, lamenta o falecimento de Paloma Alves, servidora pública. Neste momento de dor prestamos nossas sentidas condolências a todos os familiares e amigos”, se manifestou a prefeitura.

De acordo com o prefeito Francisco Cordeiro, a servidora estava internada desde o dia 14 de janeiro no Hospital Leonardo Da Vinci, em Fortaleza. Ela foi a primeira enfermeira do município a morrer vítima da doença e ainda não tinha recebido a vacina.

“Ela estava na linha de frente, apoiando no hospital, mas principalmente na busca ativa dos possíveis infectados. Enfim, um trabalho duro de conscientização das pessoas. Esteve à frente na montagem das barreiras no lockdown, nos isolamentos dos suspeitos de infecção. Enfim, foi uma brava guerreira nesta batalha contra este inimigo invisível”, lamentou o gestor municipal.

O Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Coren-CE) também se manifestou sobre o caso. Em nota publicação nas redes sociais, o Coren cobrou dos gestores públicos maior rapidez na imunização dos trabalhadores da saúde.

“É diante de mais um desfecho lamentável que nós, que fazemos o Coren-CE, clamamos, mais uma vez, pela celeridade das gestões públicas em vacinar os profissionais de saúde. Somos vidas em doação para salvarmos outras vidas. Porém, não somos imortais. Aos familiares, parentes e amigos da Dra. Paloma Nascimento reiteramos o nosso abraço solidário. Estamos em luto”, finalizou.