conecte-se conosco

Região

Araras, quarto maior açude do Estado, recebeu o maior aporte deste ano

O açude, localizado no leito do rio Acaraú, sangrou pela última vez na quadra chuvosa de 2011

Publicados

em

O açude de Araras, no município de Varjota, na região de Ibiapaba, recebeu o maior aporte neste ano, até esta sexta-feira (5). O reservatório está com volume de 38,47% da capacidade total e teve um aumento próximo a 20%.

Construído sobre o leito do rio Acaraú, e inaugurado em 1958 pelo então presidente Juscelino Kubistchek, o reservatório é o quarto maior do Estado, com cerca de 10% da capacidade do Castanhão, em Alto Santo. O reservatório, que tem nome oficial de Paulo Sarasate, sangrou pela última vez na quadra chuvosa de 2011.

O açude tem o papel de fazer a perenização e o controle do nível do rio Acaraú, além dos abastecimentos das águas das cidades de Reriutaba, Ipu, Hidrolândia e Pires Ferreira. Também é responsável pela irrigação de uma área de 14 mil hectares, a geração de 6 mil watts de energia e a piscicultura (criação de peixes).

Leia:  Homem morto em acidente durante viagem de Brasília a Sobral é sepultado em Santana do Acaraú

No sistema hídrico do Ceará, 32 açudes estão sangrando nesta sexta, de acordo com a Companhia de Gestão e Recursos Hídricos (Cogerh). Na última terça-feira (2), 30 açudes estavam sangrando no Ceará. Já no último domingo, 31, além do registro de 25 açudes sangrando, o destaque ficou para o aporte recebido pelo Castanhão.

O sistema atua com 16,6% da capacidade total nos 155 açudes monitorados pela Cogerh.

Confira o volume de 10 dos principais açudes do Estado

Castanhão (Alto Santo): 4,19%

Orós (Orós): 5,57%

Banabuiú (Banabuiú): 6,7%

Araras (Varjota): 38,47%

Figueiredo (Alto Santo): 6,57%

Pedras Brancas (Quixadá): 12,69%

Pacoti (Horizonte): 50,34%

Pentecoste (Pentecoste): 13,58%

General Sampaio (General Sampaio): 18,51%

Leia:  "Foi iludida com falsas promessas e caiu em um golpe", afirma familiar de jovem presa em Portugal

Taquara (Cariré): 48,54%

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share via
Copy link