conecte-se conosco

Região

Encontrado no Crato corpo de vaqueiro que foi arrastado pelas águas durante forte chuva

O corpo foi encontrado quando o nível do rio baixou. Estava preso em galhos de árvores e pedras

Publicados

em

O corpo do vaqueiro José Guilherme Pereira Souza, 20 anos, foi encontrado no começo da manhã desta terça-feira (19) na cidade do Crato, após ele ter sido arrastado pelas águas do Rio Granjeiro, na noite de segunda-feira em decorrência de fortes chuvas.

Guilherme estava montado em seu cavalo e decidiu atravessar uma passagem molhada na localidade de Sítio Fundão, mas acabou sendo arrastado pela fortíssima correnteza, junto com seu animal. O cavalo conseguiu sair do rio, mas Guilherme foi levado pelas águas e, horas depois, o corpo foi encontrado com marcas no rosto e vários hematomas, ficando preso em meio a galhos e troncos de árvores e pedras.

Leia:  Criança tenta corta cabo de energia com tesoura e acaba morrendo eletrocutado, em Coreaú

Há suspeita de que o vaqueiro tenha sofrido traumatismo craniano ao bater a cabeça nas pedras e troncos de árvores levados pela correnteza. O corpo dele foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros Militar e encaminhado ao Núcleo da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) da cidade de Juazeiro do Norte, onde será necropsiado na manhã deste feriado (19).

Escaparam

Outros dois jovens que também se arriscaram a atravessar a mesma passagem molhada, no sítio Fundão, utilizando uma motocicleta, também foram tragados pela correnteza, mas conseguiram escapar. O vaqueiro não teve a mesma sorte.

As fortes chuvas caídas nesta segunda-feira (18) no Crato elevaram o nível do Canal do Rio Granjeiro, que corta a cidade, e provocaram alagamentos em várias ruas. Estabelecimentos comerciais e residências foram invadidos pelas águas, causando prejuízos a comerciante e moradores, respectivamente.

Leia:  Mãe e filha são presas e menor apreendida de posse de cocaína e maconha, em Crato

O Corpo de Bombeiros Militar e a Defesa Civil do Município entraram em alerta máximo e realizaram alguns atendimentos de emergência.

Matéria do Jornalista Fernando Ribeiro

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Share via
Copy link