conecte-se conosco

Região

Carnaval de Fortaleza tem ataques puxados por “artistas” contra Bolsonaro

Mandaram o presidente para aquele lugar e também tomar naquele outro

Publicados

em

O Carnaval de Fortaleza, no Aterro da Praia de Iracema, foi marcado nos seus primeiros dois dias por pesados ataques preconceituosos ao presidente Jair Bolsonaro.

No primeiro, o grupo As Travestidas, do ator global Silvero Pereira, fez paródias com palavrões contra Bolsonaro. O show desse grupo de quase duas horas foi todo dedicado a agredir o presidente. Silvero parava o espetáculo para conclamar a multidão de 50 mil pessoas a gritar: “Ei, Bolsonaro, vai tomar no cu”. Também berrou: “Ei, Bolsonaro, vá para casa do caralho”. Essa frase foi repetida por alguns presentes ligados à comunidades LGBT.

O evento carnavalesco patrocinado pela administração do prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, continuou no segundo dia com agressões e palavrões contra o presidente Bolsonaro diante da indiferença dos patrocinadores dos shows, que em nenhum momento tentaram parar com os ataques.

Leia:  Homem que ameaçava e mantinha esposa refém é morto com tiro de sniper em Aquiraz


Matéria do CN7

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Share via
Copy link