conecte-se conosco

Política

Fortaleza segue em lockdown até 31 de maio e Estado fará novas recomendações ao Interior

Além de manter o isolamento social em todo o Estado, o decreto do governador fará recomendações aos municípios onde a situação se agrave no Interior. Camilo sinalizou que a flexibilização pode começar em junho, a depender do comportamento dos números

Publicados

em

O governador Camilo Santana (PT) e o prefeito Roberto Cláudio (PDT) anunciaram, na noite desta quarta-feira, 20, a prorrogação das regras de isolamento social até 31 de maio (31/05). As medidas estão em vigor neste período de quarentena para combater a pandemia de Covid-19, causada pelo novo coronavírus. Até o fim do mês, não haverá flexibilização das regras de circulação. Camilo disse esperar que a flexibilização possa ocorrer a partir de junho, de forma cuidadosa e gradual. Isso dependerá do comportamento dos números e da consolidação da tendência de estabilidade de casos.

Roberto Cláudio disse ainda que a intenção é fortalecer a fiscalização da obediência aos decretos. No decreto municipal, o isolamento social rígido – o chamado lockdown – irá se manter na Capital. “Fazemos esse apelo de compreensão. Iremos fortalecer a fiscalização e garantir a aderência ao isolamento rígido. Quanto mais for cumprido, mais rápido podemos retomar a nossa rotina”, pontua RC.

Durante a live, Camilo apresentou um gráfico das curvas de casos confirmados e em investigação em Fortaleza, epicentro da doença no Ceará. De acordo com o chefe do Executivo Estadual, os dados, de casos confirmados e ainda investigados (porém com 80% de certeza de serem positivos), apontam para uma diminuição de confirmações. Na imagem, é possível perceber um desvio ao fim da curva de investigação.

Leia:  Suspeito de latrocínio na fazenda de ex-sanador em Massapê é capturado pela Polícias Civil e Militar

“Há uma tendência, na última semana, em Fortaleza, de uma certa estabilização dos casos na Capital. Pela primeira vez se comprova. É uma tendência importante. Mostra que estamos caminho para um platô (estacionamento) aqui na Capital e a tendência é após o platô, começar a diminuição dos casos”, explica Camilo.

O governador e o prefeito mostraram também gráfico que compara o isolamento social e circulação de veículos e pessoas no início da pandemia no Ceará e atualmente. No começo, houve elevação do índice de isolamento, que depois apresentou queda mas voltou “a patamares médios” após a implantação das medidas mais rígidas no último dia 8 de maio.

No novo decreto estadual, o governador Camilo Santana (PT) mantém o isolamento social em todo o Ceará e também fará recomendações para os municípios onde estão crescendo o número das ocorrências de coronavírus. “Para todo o estado do Ceará continua o isolamento social. Vai ser feito um alerta para alguns municípios do Interior. Quero dizer a todos os cearenses dos esforços que precisamos fazer nesses próximos 10 dias”, alerta o governador.

“Essa curva parece estar em desaceleração mas não podemos achar norma ainda uma média de 67 fortalezenses morrerem por dia”, pondera Roberto Cláudio. O novo decreto estadual será publicado ainda nesta quarta-feira, 20, no Diário Oficial do Estado (DOE) com a prorrogação das recomendações e as novas indicações aos municípios do Interior, conforme Camilo Santana.

Leia:  Pandemia da violência: mais 12 pessoas são assassinadas no Ceará nas última s 24 horas

Relembre as regras na Capital

As regras são estabelecidas em dois decretos, um do governador Camilo Santana (PT) e outro do prefeito Roberto Cláudio (PDT). Os textos têm mesmo teor e há coincidência por razões de garantia jurídica.

Desde 08 de maio (08/05), entraram em vigor regras mais rígidas de isolamento social em Fortaleza, o chamado lockdown. As medidas estabelecem série de restrições à circulação na Capital, o epicentro da pandemia no Estado.

Durante transmissão ao vivo nesta quarta-feira, 20, prefeito e governador apresentaram dados que, conforme defendem, mostram a efetividade que as medidas mais rigorosas têm obtido na Capital. Roberto Cláudio faz apelo à população para que respeite as medidas para que possam funcionar. O prefeito diz entender os impactos negativos na vida cotidiana da cidade e do Estado, mas alerta que a defesa da vida se sobrepõe.

“Esse é um momento de união de esforços. Deixe de lado qualquer diferença política, de crede. Não é hora de acentuar o que nos distancia, é hora de ter compromisso com a vida alheia e humana, como cidadãos”, pede o chefe do Executivo Municipal.

Via O POVO

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Share via
Copy link