Traficante de drogas caçado no Ceará é preso na Praia de Ponta Negra, em Natal

Traficante de drogas caçado no Ceará é preso na Praia de Ponta Negra, em Natal

O criminoso deverá ser trazido para Fortaleza nas próximas horas

Filho estupra a própria mãe logo após sair da prisão
Filho mata a mãe esfaqueada após vítima se recusar a dar cartão para ele comprar drogas
Traficantes perdoam dívidas dos usuários de drogas em troca de atentados; Assista

Um dos bandidos mais procurados do Ceará acabou sendo preso no último fim de semana em uma pousada na Praia de Ponta Negra, em Natal, no Rio Grande do Norte. Contra ele havia vários mandados de prisão e a promessa de pagamento de uma recompensa de R$ 6 mil para quem fornecesse à Polícia seu paradeiro.

Elpídio Fernandes da Rocha, 31 anos, conhecido como “Abel”, é traficante de drogas e envolvido com assassinatos no Ceará. Ainda de acordo com as autoridades, o bandido é ligado à facção criminosa paulista Primeiro Comando da Capital (PCC) e havia fugido do Ceará ao saber que estava sendo caçado pela Polícia. Seu nome constava na lista dos “Mais Procurados” pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

O bandido cearense foi preso numa operação de Inteligência que mobilizou policiais civis da Delegacia Especializada de Narcóticos (Denarc) e do 5º Distrito Policial de Natal. Ele estava na pousada, em Ponta Negra, já há alguns dias, de acordo com as autoridades potiguares.

Consta na ficha do bandido que em 2012 ele foi preso com cerca de 110 quilos de maconha prensada, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Na ocasião, ele tentou fugir do cerco policial, mas não conseguiu.

Sapiranga

De acordo com a ficha do criminoso, “Abel” era um dos traficantes responsável pelo comando da facção PCC que agia no bairro Sapiranga-Coité, em Fortaleza, mas também com atuação em cidades litorâneas do Ceará, como Aracati e Beberibe.

Na Sapiranga, dezenas de assassinatos ocorreram nos últimos anos em decorrência da disputa de território entre as facções.

A captura do bandido em Natal já foi comunicada à Polícia do Ceará.