conecte-se conosco

Olá o que procuras?

Policia

Polícia Civil investiga rapto misterioso de menino de 6 anos em Pacatuba

O homem procurado chama-se Gilliard, que raptou o pequeno Wendel no último dia 12, em Pacatuba

A Polícia Civil, através da Delegacia de Defesa da Mulher de Pacatuba (DDM), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), está investigando o rapto de uma criança de 6 anos de idade. O pequeno Antônio Wendel Sotero Cruz foi levado da casa da mãe na madrugada do último 12. O suspeito de ter sumido com o garoto já foi identificado e está sendo procurado. Trata-se do companheiro da mãe do menino.

O caso está sendo apurado através de inquérito policial presidido pela delegada Marta Monteiro, titular da DDM-Pacatuba. Vários depoimentos já foram tomados e as diligências continuam sendo feitas em busca da criança e do suspeito. O raptor foi identificado apenas pelo nome de Gilliard. Há cerca de três meses ele iniciou um caso com a mãe da criança, Charlene Sotero Cruz, 40 anos, passando a morar com ela, três filhos, a mãe dela e três irmãos, todos sendo portadores de deficiência mental.

No Boletim de Ocorrência (B.O.) registrado no dia 15 último, Charlene contou que conheceu Gilliard há cerca de três meses e que, logo no segundo dia do relacionamento, ele passou a morar na casa da família dela, localizada na Rua Lindalva Duca, no bairro Alvorada, em Pacatuba. Na madrugada do dia 12 o filho de 6 anos desapareceu junto com o suspeito. “Quando acordei, ele havia sumido com o meu filho”, declarou.

Nervoso

A mãe disse ainda na Polícia que uma amiga lhe relatou ter visto a criança e o raptor no dia seguinte ao desaparecimento (13), nas proximidades do Loteamento Mãe Rainha, no Distrito de Pajuçara, no vizinho Município de Maracanaú. Depois disso, não teve mais notícia alguma do paradeiro da criança. A mulher revelou também que era espancada pelo companheiro, mas não registrou queixa na Polícia. Já o filho, segundo ela, é um garoto “nervoso”, por ter sofrido agressões físicas do pai, identificado por Bruno. O caso permanece em mistério.

A Polícia divulgou fotografias da criança e do raptor para ajudar nas diligências que visam localizar a criança e o raptor.

Propaganda