PM prende chefe de facção que ordenou a tentativa de chacina com 3 mortos na Vila do Mar

PM prende chefe de facção que ordenou a tentativa de chacina com 3 mortos na Vila do Mar

Antônio Mariano Neto, bandido de alta periculosidade, comanda a facção no bairro Colônia

Um ano após chacina do “Forró do Gago”, Polícia fecha baile funk semelhante ao que ocorreu na matança
Chefes de facção cearense são presos no Recife; um deles teve participação na Chacina das Cajazeiras
Chacina deixa sete mortos na guerra de facções em Ibaretama, no Ceará

Policiais militares do 20º Batalhão da PM (Cristo Redentor) capturaram na manhã desta terça-feira de Carnaval (16), um dos suspeitos de envolvimento na tentativa de chacina que deixou três adolescentes mortos, duas garotas feridas e um jovem desaparecido.

O crime aconteceu em pleno calçado da Vila do mar, no bairro Colônia, na zona Oeste de Fortaleza. O criminoso é ex-presidiário tem uma longa ficha criminal e apontado como responsável por vários outros assassinatos na Colônia, Pirambu e Goiabeiras.

Antônio Marciano Neto, 25 anos, foi preso durante as diligências que as polícias Civil e Militar iniciaram naquele setor da cidade após o episódio de violência ocorrido no começo da madrugada, quando três jovens – dois rapazes e uma garota – foram mortos a tiros e pauladas no calçadão após terem sido retirados à força de um carro de aplicativo. Outras duas garotas foram severamente espancadas e resgatadas no local pela própria PM, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Uma delas permanece internada em estado grave.

De acordo com a Polícia os seis jovens são moradores de outro bairro da Capital e seguiram para a Vila do Mar com a intenção de participar de mais uma aglomeração de foliões com “paredões” de som para comemorarem o Carnaval. Na noite de domingo passado (14), a PM dispersou uma aglomeração na mesma avenida.

Execução

Testemunhas afirmaram que quando o grupo desceu do carro de aplicativo seus integrantes fizeram com as mãos o símbolo de uma facção que é inimiga de outra que domina a região da Colônia e das Goiabeiras. Foi o suficiente para que os jovens fossem arrastados, espancados e três deles mortos a tiros. A Polícia suspeita que o jovem desaparecido tenha sido também executado e o corpo enterrado.

O bandido capturado nesta manhã de terça-feira tem uma vasta ficha criminal que inclui delitos como homicídio, tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo. Mesmo assim, estava em liberdade e comandava a facção que domina o bairro Colônia.