Mulher é morta a tiros em Lavras da Mangabeira e seu marido baleado

Ela foi alvejada com pelo menos três tiros dentro de casa

Morre em Sobral Policial Penal baleado em Morrinhos
Passageira é morta e motorista de aplicativo é baleado de raspão em Fortaleza
Policial Penal é baleado em Pacatuba e morre na ambulância

Uma mulher foi assassinada esta noite em Lavras da Mangabeira se constituindo no terceiro homicídio do mês de maio e o quinto do ano no município ou três a mais que o ano passado.

Por volta das 20h30 desta quinta-feira uma casa situada no Bairro Nova Cidade, foi invadida e houve disparos de arma de fogo. Ali esteve uma patrulha da PM, mas as vítimas tinham sido socorridas ao Hospital São Vicente Férrer por familiares.

A jovem Maria da Glória Pereira Machado, de 33 anos, a “Leleca” já chegou sem vida após ser atingida com três tiros entre a clavícula e o abdômen. Já o marido dela Aparecido Júnior de Souza Alves, de 30 anos, foi baleado com cinco tiros nas pernas e terminou transferido ao Hospital Regional do Cariri em Juazeiro. Os dois respondiam procedimentos por tráfico de drogas e, recentemente, ele deixou a cadeia pública de Juazeiro passando a usar tornozeleira eletrônica.

Esta foi a 12ª mulher assassinada este ano na região do Cariri e a terceira em Lavras da Mangabeira. As duas anteriores foram: Nayara Kelly do Nascimento Lima, de 18 anos, morta a tiros no dia 14 de janeiro num trailer no Parque do Povo e a aposentada Luzia Antonia Bezerra, de 79 anos, a Dona Meiota, por asfixia dentro de sua casa no Distrito de Quitaius.

O autor desse latrocínio foi preso no caso a travesti e usuária de drogas Cícero Emanuel Batista Alves, de 24 anos, a Manu.

COMENTÁRIOS