Mulher é morta à faca pelo padrasto após resistir a tentativa de estupro, em Mauriti

Acusado João Soares Chagas acabou preso pela PM horas depois de cometer o crime. Ele tem um relacionamento amoroso com a mãe da vítima

Para fugir de estupro do próprio pai, menina de 10 anos pula de segundo andar de casa em Fortaleza
Pai e mãe de duas crianças são presos por conivência com estupro dos filhos, no interior do Ceará
Tio de 84 anos confessa estupro contra adolescente e mais duas sobrinhas-netas no Crato

Uma mulher de 28 anos morreu depois de ter sido esfaqueada neste sábado (19) ao reagir a uma tentativa de estupro, em Mauriti. De acordo a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 10 horas na casa onde residem vitima e acusado, na Rua Maria Erimita Grangeiro Sampaio, no centro da cidade.

Segundo foi apurado pelo policiamento que atendeu a ocorrência, a jovem Roberta Oliveira Barbosa teria se recusado a manter relações sexuais com seu padrasto, João Soares Chagas, de 52 anos que revoltado partiu para cima da vítima com uma faca chegando a lesionar a garota a altura do pescoço para em seguida empreender fuga tomando destino ignorado.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e socorreu Roberta ao Hospital São José de Mauriti. Ela ainda chegou a ser entubada e seria transferida para o Hospital Regional do Cariri em Juazeiro, mas morreu por volta das 13 horas. O corpo dela foi recolhido pela pericia forense do cariri para a ser necropsiado na se de do órgão em Juazeiro do Norte.

Na sequência das diligencias em torno do fato, a polícia Militar de Mauriti conseguiu por volta das 14 horas, efetuar a prisão de João Soares. Ele foi apresentado na 21ª Delegacia Regional de Polícia de Brejo Santo, para tomadas das medidas cabíveis ao caso.

Via Caririceara

COMENTÁRIOS