conecte-se conosco

Policia

Criminoso acusado de matar dois em Juazeiro e balear quatro é morto em Barbalha

Fábio Calcinha respondia por dois homicídios e várias lesões corporais

Mais um homicídio à bala foi registrado no início da noite desta segunda-feira em Barbalha se constituindo no terceiro do mês de outubro no município e o 13º do ano ou 86,6% em relação aos 15 assassinatos registrados no decorrer do ano passado. Por volta das 18h30min Fábio da Silva Santos, de 39 anos, o “Fábio Calcinha”, foi morto a tiros. O crime aconteceu na Rua Padre João Moretti do Loteamento Art Residente naquele município.

Ele pilotava sua moto Honda Biz de cor vermelha e placa PMO-5096 levando na garupa a esposa Cristiane Maria da Silva Santos, de 36 anos. De repente, o motorista de um veículo HB20 de cor branca bateu na moto e o casal caiu quando outro ocupante do carro desceu atirando em Fábio Calcinha e fugindo na sua moto. Ela não foi atingida pelos disparos e apenas se feriu levemente em decorrência da queda da motoneta. Durante muito tempo, Fábio Calcinha residiu no bairro Timbaúbas em Juazeiro.

No dia 16 de outubro de 2010 ele estava em um bar na esquina das ruas São Jorge e São Luiz quando chegaram quatro homens em duas motos para mata-lo. O mesmo correu escapando ileso, enquanto Luiz Fernando Ferreira da Silva, de 29 anos, que residia na Rua Doutor Diniz (Centro), tombou sem vida dentro do estabelecimento ao ser atingido no abdômen.

Um dos acusados do tiroteio era José Rosivaldo Alexandre de Lima, de 25 anos, que o próprio Fábio Calcinha matou a tiros três dias depois ou mais precisamente no dia 19 de outubro. O crime aconteceu na Rua João Marcelino (Bairro Pio XII). Já no dia 31 de outubro daquele mesmo ano, Fábio matou Marcelo Macedo de Lucena Borges, de 23 anos, no cruzamento das ruas José Marrocos e São Damião. A vítima morava na Vila Dom Bosco (Santa Tereza) e trabalhava no Mercado Zé Teófilo.

Bem Antes, no mês de agosto de 2002, Fábio tinha apenas 20 anos de idade quando foi vítima de uma tentativa de homicídio à bala que teve como indiciado Enock de Lima Silva. Já em maio de 2007 tentou matar Antonio Silva dos Santos, enquanto, em 2010, no episódio do assassinado de Marcelo Macedo, baleou o borracheiro Everaldo Ferreira Mendes. Já em fevereiro de 2011 Fábio tentou matar Jose Euclides da Silva e, em junho de 2011, atirou em Cicero Gonçalves dos Santos.

Propaganda