conecte-se conosco

Policia

Identificada família que morreu carbonizada em acidente na estrada

Os corpos ficaram calcinados por conta do incêndio que atingiu o Corsa após a colisão

Publicados

em

Autoridades já identificaram as quatro pessoas que morreram em um grave acidente de trânsito ocorrido na tarde desta quinta-feira (26), na rodovia BR-403 que liga os Municípios do litoral Norte do estado.

Uma colisão envolvendo um veículo de passeio e um caminhão culminou no incêndio do veículo menor. Os quatro ocupantes morreram carbonizados.

O desastre aconteceu no trecho que liga os Municípios de Cruz e Acaraú. No veículo de passeio, estava uma família residente em Jijoca de Jericoacoara. Quatro morreram carbonizadas, de acordo com as equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), do Quartel de Itapipoca.

Leia:  Jovem sequestrado e torturado por facção é salvo numa operação da Guarda Municipal de Fortaleza

Os mortos no desastre foram identificados como Luis David do Nascimento (criança); Eunice Araújo Teixeira; Jonh do Nascimento; e Carlos Renner dos Santos Morais (motorista do veículo).

De acordo com o condutor do caminhão, que segundo informações seria da localidade de Mangue Seco, em Jijoca de Jericoacoara, o veículo de passeio “sobrou” na curva e colidiu com o caminhão. pegando fogo em seguida. O caminhoneiro saiu ileso.

Carbonizados

No veículo de passeio, um Corsa Classic de cor Prata e Placa PEB-7732, com inscrição de Limoeiro do Norte, a informação é de que havia cinco ocupantes. Três não conseguiram sair e foram carbonizados. Dois dos ocupantes chegaram a sair do veículo. Um faleceu também carbonizado ao lado do veiculo e um outro foi resgatado. De acordo com informações o estado dele é estável. As vítimas fatais foram três adultos e a criança.

Leia:  Homem recebe indulto de Natal, sai da prisão e mata sua família inteira; Veja vídeo

O motorista do caminhão se apresentou na Delegacia de Acaraú. No local do acidente compareceram o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Civil, e a Perícia Forense.

Jornalista Fernando Ribeiro

Propaganda
Share via
Copy link