conecte-se conosco

Policia

Cinco das sete vítimas da chacina em Ibaretama era de uma só família

As vítimas foram todas executadas dentro de uma casa, na localidade Pedra e Cal

Publicados

em

A chacina registrada na madrugada desta quinta-feira (26) na zona rural do Município de Ibaretama, no Sertão Central do Ceará (a 130Km de Fortaleza), se transformou em uma tragédia familiar.

Dos sete mortos, cinco pertenciam a uma mesma família. Uma criança de apenas 7 anos está também entre os mortos. Os sete cadáveres apresentavam, em sua maioria, tiros na cabeça, comprovando o crime de execução sumária.

Dois irmãos, ambos adolescentes, identificados pelos nomes de Edinardo e Eduardo, foram os primeiros a serem assassinados. Também foram mortos dois primos deles, conhecidos por Wellington e William. Um tio dos cinco, conhecido por “Dada”, também foi fuzilado. Completam a lista dos sete mortos a criança de 7 anos e um homem conhecido por “Cabeça”.

Leia:  Crueldade: trabalhadores sofrem emboscada, são mortos a tiros e um deles carbonizado no Ceará

Os sete corpos foram recolhidos pela equipe do rabecão do Núcleo Regional da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) da cidade de Quixeramobim (a 201Km de Fortaleza). Ali passarão por exames de necropsia ainda na tarde de hoje para serem, então liberados para sepultamento.

Crime anunciado

De acordo com o depoimento de moradores da localidade de Pedra e Cal, onde aconteceu a matança, a guerra entre as facções Comando Vermelho (CV) e Guardiões do Estrado (GDE) já se arrasta por mais de um ano. “Isso já estava sendo preparado, foi uma tragédia anunciada. Eles já ameaçavam”, disse um morador à Polícia, sem se identificar, por temer represálias.

Leia:  Pandemia da bala no feriadão: fim de semana sangrento no Ceará com 47 pessoas assassinadas

Conforme os relatos dos moradores, por volta de 3 horas da madrugada desta quinta-feira, os criminosos armados e encapuzados, bateram na porta de várias casas, dizendo que era “a Polícia”, e passaram a atirar.

O clima em Ibaretama é de tristeza e terror.

Propaganda
Share via
Copy link