conecte-se conosco

Policia

Depois de matar a mulher e as filhas o criminoso escreveu nas paredes como praticou a tragédia

Nas colunas da casa abandonada onde se refugiou após o crime, o assassino escreveu como matou a esposa e as duas filhas, com pauladas e facadas

Publicados

em

Uma operação realizada no começo da manhã deste sábado (2) resultou na prisão do homem acusado de ter assassinado a família. O crime foi descoberto na noite de sexta-feira (1º), na casa onde pai, mãe e duas filhas moravam, localizada na Avenida Frei Cirilo, no bairro Messejana. Policiais do 16º BPM, tendo à frente o seu comandante, tenente-coronel PM Isaac Nascimento, cercaram uma casa abandonada e prenderam o suspeito em flagrante.

Antônio Humberto dos Santos estava escondido em um terreno baldio onde existe uma casa abandonada. Foi encontrado pelos policiais sentado em meio a pedras e, a princípio, reagiu à prisão. Contudo, o comandante Isaac negociou rapidamente com o suspeito e este se encontrou ao perceber que a área estava totalmente cercada e que não teria chances de uma fuga. Ao ser indagado pelo oficial sobre o motivo de ter assassinado a esposa e as duas filhas do casal ele disse não saber.

Leia:  Garota tem a cabeça quebrada com martelo e criminoso filma tudo; Cenas fortes

Chamou a atenção dos militares o fato de o assassino ter ficado escondido naquele local por mais de 24 horas desde que cometeu o triplo assassinato. O terreno onde ele foi encontrado fica bem próximo de sua casa, onde ele matou a esposa, Josélia Nunes Moura Santos, 39 anos; e as duas filhas, Clara Mayelle Nunes Moura dos Santos, 11 anos; e Yonara Antonele Nunes Moura Santos , de 7 anos.

Policiais que participaram da operação chegam ao 30º DP com o assassino da família

Frases nas colunas

Com pedras, o assassino escreveu várias frases e nomes nas colunas da casa abandonada. Colocou os nomes das filhas e da mulher. Em uma das colunas, escreve; “Yonara, Clara, Josélia, deus te conforte”.

Leia:  Tragédia: acidente deixa 8 mortos e 23 feridos na BR-277; Veja vídeo

Noutra frase escrita numa coluna pelo assassino, ele fez uma espécie de confissão. Assim escreveu: ”bati na cabeça da Josélia e da pequena com um pau, a Clarinha usei uma faca. Sufoquei por várias vezes, até..”

Após ser algemado, o criminoso foi encaminhado ao plantão do 30º DP (Conjunto São Cristóvão/Jangurussu), onde foi autuado em flagrante por triplo homicídio qualificado.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Share via
Copy link