conecte-se conosco

Policia

Três são presos por envolvimento em homicídio; mandante do crime deu ordem de dentro da prisão

Apontado como mandante do crime, “Jacaré” já se encontrava recolhido no sistema prisional e também foi autuado pelo homicídio. Segundo a polícia, os executores do assassinato ainda não foram presos

Publicados

em

Após um trabalho ininterrupto realizado por policiais civis e militares, na Região Metropolitana de Fortaleza, suspeitos envolvidos em um homicídio, ocorrido na última segunda-feira (8), foram capturados na manhã de ontem (10), na cidade de Maracanaú. Três armas de fogo e aparelhos celulares foram apreendidos, e o material agora será encaminhado à Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para serem periciados.

As investigações iniciaram após o homicídio de Paulo Roberto da Silva Sousa (45), conhecido por “Da Porca”, morto a tiros no bairro Alto da Mangueira. A vítima possuía antecedente criminal por homicídio doloso, no ano de 2010.

Após a morte de “Da Porca”, denúncias anônimas foram repassadas aos profissionais de segurança, que seguiram diligências. Foi então que na manhã dessa quarta-feira, por meio de uma ação que contou com a participação de policiais civis da Delegacia Metropolitana de Maracanaú e policiais militares lotados no 14° Batalhão da Polícia Militar (BPM), o primeiro suspeito foi localizado. Joabe da Costa Oliveira (29), com antecedentes criminais por tráfico de drogas e lesão corporal dolosa, foi preso no bairro Santo Antônio de Pitaguari.

Leia:  Três bandidos morrem em confronto com policiais do BPRaio no fim de semana no interior do Ceará

Depois da primeira captura, os policiais seguiram até uma segunda residência, onde apreenderam armas de fogo suspeitas de terem sido utilizadas no crime. Foram encontrados dois revólveres calibre 38, uma pistola .40 com 15 munições e um aparelho celular. De acordo com os levantamentos policiais, a ordem de executar “Da Porca” foi dada por Rafael Pereira da Silva (27), vulgo “Jacaré”, que atualmente se encontra recolhido no sistema prisional. “Jacaré” responde a pelo menos doze procedimentos por três homicídios consumados e dois tentados, três tráfico de drogas, dois roubos, um porte ilegal de arma de fogo e um latrocínio.

Outras duas pessoas foram identificadas e presas por envolvimento com o grupo criminoso autor do homicídio. Foram elas, Rafaela Pereira da Silva (26), irmã de “Jacaré” e responsável por recolher o dinheiro da traficância de entorpecentes na região, e seu companheiro, Francisco Thiago Pires da Silva (24), que participava também da venda de ilícitos e armazenamento das armas de fogo. O casal não possuía antecedentes criminais.

Leia:  Homens são mortos a tiros e pedradas no Bom Jardim

Um inquérito policial por homicídio foi instaurado na Delegacia Metropolitana de Maracanaú, onde Joabe e Rafael, o “Jacaré”, foram flagranteados por homicídio. Já Rafaela e Francisco Thiago foram indiciados por integrar organização criminosa. A Polícia Civil agora trabalha para prender os executores, que já estão identificados.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Share via
Copy link