conecte-se conosco

Olá o que procuras?

Mundo

Vulcão capaz de causar tsunami no nordeste do Brasil entra em erupção; veja vídeos

O fenômeno sísmico capaz de causar um tsunami na região Nordeste do Brasil estava com “nível de atividade máximo” horas mais cedo

Após dias em estado de alerta, o vulcão Cumbre Vieja, localizado na ilha de La Palma, nas Ilhas Canárias, entrou em erupção neste domingo (19), às 11h12 no horário de Brasília (15h12, no horário local). O fenômeno sísmico capaz de causar um tsunami na região Nordeste do Brasil estava com “nível de atividade máximo” horas mais cedo, conforme o governo do arquipélago espanhol (veja vídeos abaixo do momento).

No entanto, apesar da notícia ter assustado a população ao longo da última semana, e mesmo com a erupção, as hipóteses de ocorrer um tsunami capaz de afetar a Bahia e outros estados da costa nordestina são baixíssimas, conforme noticiado anteriormente pelo Olhar Digital. “[O vulcão] pode ter uma erupção, mas não significa que essa erupção vai gerar um tsunami, mas é uma possibilidade, mesmo que mínima”, explicou o pesquisador do Instituto de Ciências do Mar da UFC (Universidade Federal do Ceará), Carlos Teixeira, em entrevista ao portal UOL.

O complexo vulcânico de Cumbre Vieja não entra em erupção há cerca de cinco décadas (desde 1971), porém voltou a ser destaque na mídia por conta do alerta amarelo. O vulcão da região ganhou destaque principalmente no Brasil, visto que seria o único que, em caso de erupção explosiva, poderia conseguir gerar deslizamentos e provocar um tsunami forte o suficiente para chegar e atingir à costa brasileira. O risco do cenário, conforme apontam diversos especialistas, é baixo.

Para que um evento do tipo pudesse acontecer, pesquisadores explicam que seria preciso que “parte do arquipélago escorresse para o mar”. A ação por si só geraria uma onda de proporções gigantes que se propagaria pelo oceano. Vale ressaltar que o mesmo vulcão já entrou em erupção outras vezes ao longo da história e nunca provocou nenhum tsunami.

A última erupção ocorreu quando o vulcão “Teneguía” permaneceu por mais de três semanas ativo nos anos 1970. O local, que fica no parque nacional Cumbre Vieja (ao sul da ilha de La Palma), conta com outras formações rochosas que compõem as Ilhas Canárias, como o vulcão “Teide”, em Tenerife, e o de “Timanfaya”, em Lanzarote – todos inativos, por ora.

De qualquer forma, quando a atividade sísmica foi intensificada com manifestações superficiais como ruídos e vibrações neste domingo (19), o governo das Ilhas Canárias recomendou a intensificação de diversas medidas de remoção da população em risco. Pessoas com mobilidade reduzida foram prontamente evacuadas do local.

A ilha vem sofrendo com tremores há dias, ainda conforme o governo local. Cientistas que atuam nas proximidades e medem as atividades sísmicas relatam que mais de 4.200 pequenos tremores foram registrados e que as intensidades eram crescentes. Aproximadamente 400 tremores mais fortes foram registrados na região apenas nas últimas 72h.

Propaganda