conecte-se conosco

Olá o que procuras?

Mundo

Professora de 26 anos é presa após engravidar de aluno de 11 anos

Uma professora de ensino médio do Texas, Estados Unidos, foi presa depois que foi descoberta esta semana que ela havia sido engravidada por um de seus alunos

Familiares do menino de 11 anos de idade ficaram desconfiados depois que o garoto se gabou no Facebook sobre uma de suas “namoradas” dando à luz um menino.

O jovem também ostentou que entre suas muitas namoradas, ela era sua “mais desagradável” e descreveu como ela gostava de “no saco” enquanto publicava fotos dela em lingerie.

A professora do ensino médio Annabelle Andrews quase perdeu o emprego no ano passado depois de postar “fotos inapropriadas” de “natureza sexualmente explícita” de si mesma e de seu cachorro nas redes sociais, de acordo com funcionários da escola.

Annabelle Andrews, 26, mais tarde admitiu durante um interrogatório policial que ela teve sexo consensual com o menino e não esperava engravidar no início, mas finalmente decidiu continuar com a gravidez, de acordo com o vice-xerife Tyrell Summers, do Houston.

Possivelmente não o pai

Andrews também admitiu não ter certeza se o menino de 11 anos era, na verdade, o pai de seu filho depois que ela disse aos funcionários que havia participado de um “gangbang” alguns meses antes do parto, onde confessou ter tido vários encontros sexuais relações com os amigos do menino de 7 a 11 anos de idade.

“Ela aparentemente teve vários encontros sexuais com o jovem em questão, bem como até nove de seus amigos ao mesmo tempo em várias outras ocasiões sem qualquer proteção, então neste momento a identidade do pai não está totalmente confirmada”, adjunto. O xerife Summers disse aos repórteres.

Atualmente, quinze famílias diferentes já foram abordadas pelo Departamento de Polícia de Houston para confirmar, por meio de análise de DNA, a verdadeira identidade do pai da criança e fazer mais acusações contra o ex-professor da escola.

Andrews enfrenta múltiplas acusações de agressão sexual contínua de uma criança e pode enfrentar uma pena máxima de 1.065 anos de prisão se for condenado, acreditam especialistas jurídicos.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Região

Ela estava internada desde a última sexta-feira, 9, em Sobral, após ser infectada pelo coronavírus. O quadro se agravou e Toinha não resistiu

Policia

O crime ocorreu dentro da casa em que ambos residiam

Propaganda