conecte-se conosco

Olá o que procuras?

Mundo

Pai espanca filha até a morte e depois coloca o corpo em saco e dá a um amigo

O pai matou sua filha de 18 meses espancada enquanto estava sob o efeito

Travis Rodrigues, 40 anos, apareceu ontem pela primeira vez no tribunal pela acusação de homicídio em segundo grau da sua filha mais nova, Kytana Ancog.

Segundo documentos do tribunal, Rodrigues confessou ter batido na sua filha na cara dela e tê-la sacudido antes de a ‘apertar contra o seu peito’. Ela ficou inconsciente e parecia sem vida, acrescentou a Polícia de Honolulu, cidade no Havaí.

Rodrigues, de Honolulu, Hawaii, foi preso pela polícia no sábado após o desaparecimento da sua filha – que foi vista viva pela última vez pela sua mãe há duas semanas. Afirmou-se então que Rodrigues tomou providências para “eliminar o corpo”. Os documentos processuais afirmam que ele teria enrolado Ancog num lençol de cama e colocado o seu corpo num saco de lona.

Rodrigues teria então encontrado um amigo, identificado como Scott Michael Carter, e teria compartilhado uma viajem de carro com ele. A polícia diz que Carter, 48 anos, o deixou na casa de outro conhecido enquanto que o saco de lona era deixado no veículo. Carter terá dito a Rodrigues: “Não se preocupe com isso. Eu trato do assunto’, diziam os documentos.

Rodrigues disse à polícia que não sabe do paradeiro atual de Ancog e que o seu corpo ainda não foi recuperado, relata a Estrela de Honolulu.

De acordo com a lei estatal do Hawaii, Rodrigues seria condenada a prisão perpétua com possibilidade de liberdade condicional se fosse condenada por homicídio em segundo grau. Ele poderia perder a possibilidade de liberdade condicional se fosse condenado e um tribunal considerasse o homicídio “especialmente hediondo, atroz, ou cruel”.

Rodrigues está detido no Centro Correcional Comunitário de Oahu e tem uma fiança fixada em 2 milhões de dólares.

Propaganda