conecte-se conosco

Mundo

Sete homens abusam de menina com esquizofrenia, filmam e divulga o vídeo perturbador no WhatsApp

O estupro coletivo provocou indignação e revolta no Peru

Publicados

em

Um grupo de sete homens, entre 20 e 27 anos, agrediu sexualmente uma jovem mulher diagnosticada com esquizofrenia, além do estupro, eles filmaram e espalhar o vídeo via Whatsapp depois chantagear vítima exigindo dinheiro para não tornar pública a gravação.

A menina, segundo seu parente, já havia sofrido abuso sexual no passado por parte de seu padrasto. Cinco dos sete suspeitos foram presos. Autoridades e figuras públicas condenaram os fatos e colocaram em evidência a necessidade de endurecer as sentenças, depois que 39 mulheres foram assassinadas em 2019.

Foi o vídeo que permitiu à polícia identificar e prender os agressores. Os eventos ocorreram em La Tinguiña, município de 40 mil habitantes da região de Ica, a cerca de 300 quilômetros ao sul de Lima, no Peru.

“Eles riem e tiram sarro do que fizeram. Essas atitudes são claramente vistas no vídeo “, disse um policial citado pelo jornal La República

Segundo a polícia, o ataque ocorreu na casa de um dos agressores, conhecido pela vítima. A acusação investiga os detidos por um caso de “abuso sexual e chantagem”.

Leia:  Homem sofre um acidente espetacular em sua bicicleta e a incrível reação de cachorro se torna viral

A lei peruana pune com penas de prisão entre 20 e 26 anos quando a vítima de uma violação sexual é incapaz de resistir à agressão.

Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×
Share via
Copy link