Vídeo mostra juíza ajoelhada sendo morta na frente das filhas que imploravam para o pai parar

Vídeo mostra juíza ajoelhada sendo morta na frente das filhas que imploravam para o pai parar

O crime aconteceu em um condomínio localizado na Barra da Tijuca, área nobre do Rio de Janeiro

Incêndio em alojamento do Flamengo deixa 10 mortos no Rio; morador flagrou tudo em vídeo
Darlan, criminoso mais procurado do CE, morre em confronto com policiais do Rio de Janeiro
Pastora da Assembleia de Deus ignora apelos e se joga de viaduto

A juíza levou as 3 filhas, gêmeas de 9 nos e a mais velha de 12 anos, para passar o natal na companhia do pai, quando foi surpreendida por ele que a matou com vários golpes de faca.

Populares acionaram guardas-municipais do destacamento do 2º SubGrupamento de Operações de Praia (SGOP) e avisaram que uma mulher estava sendo agredida. Quando os agentes de segurança chegaram ao local já encontraram Viviane sem vida, com vários ferimentos e coberta de sangue.

Paulo José, estava perto do corpo da ex-esposa, com as mãos sujas de sangue e com uma mochila. Os guardas-municipais, contiveram Paulo José, na mochila encontraram três facas usadas em churrascos e uma caixa de medicamento de tarja preta.

Ainda segundo os homens que chegaram primeiro no local do crime, o ex-marido da juíza estava com as mãos trêmulas, olhava para o corpo e para cima, sem dizer uma só palavra.

Quando foi questionado sobre o assassinato na presença das filhas, ele apenas balançou os ombros como se não se importasse com o que acabara de fazer, tal reação chocou os policiais e demais presentes no local.

Paulo José em momento algum demonstrou arrependimento de ter matado a ex-mulher ou preocupação com as filhas.

No vídeo que circula nas redes sociais é possível ver o desespero das filhas diante da mãe indefesa de joelhos.