Um dos maiores traficantes de armas do mundo deixa a cadeia no Rio com alvará de soltura falso

Um dos maiores traficantes de armas do mundo deixa a cadeia no Rio com alvará de soltura falso

João Filipe Barbieri é enteado de Frederick Barbieri – considerado o "Senhor das Armas" e que está preso nos Estados Unidos. Desembargador determinou nova prisão e pede que MPF apure o caso

Fazendeiro que matou o pai para ficar com herança é preso com armas no Vale do Jaguaribe
Cotam prende traficantes com armas, drogas e munições durante operações
Tentativa de chacina: bandidos invadem bar na Aerolândia e atiram em quatro pessoas e um homem morre

Um dos maiores traficantes de armas do mundo deixou a cadeia no Rio pela porta da frente – e por meio de uma fraude. João Filipe Barbieri é enteado de Frederick Barbieri – considerado o “Senhor das Armas” e que está preso nos Estados Unidos.

João Filipe estava preso desde 2017 em Bangu, condenado a 27 anos de prisão por associação para o tráfico e tráfico internacional de armas, e ganhou a liberdade depois de receber um alvará de soltura falso, em 18 de novembro de 2020, como mostrou o RJ2.

João Filipe é acusado de ser um dos principais integrantes da quadrilha que, segundo as investigações da Polícia Federal, enviou mais de mil fuzis para o brasil em aquecedores de piscina.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) confirmou a saída de João Barbieri da prisão, mas não mostrou a decisão judicial que possibilitou que ele deixasse a cadeia apenas três anos depois de começar a cumprir a pena.

A denúncia da saída de Barbieri chegou ao desembargador Marcelo Granado, relator do caso na Justiça Federal. No mês passado, ele pediu explicações à Seap sobre a situação penal de João Filipe Barbieri e outro preso – João Victor Rosa.

Na semana passada, a Seap respondeu à Justiça confirmando a saída dos dois. Segundo um ofício da Justiça, João Barbieri teve prisão revogada no dia 18 de novembro e João Victor rosa recebeu um alvará de soltura no dia 14 de outubro.

Fontes da secretaria ouvidas pelo RJ2 afirmam que João Filipe foi liberado por uma decisão interlocutória, ou seja, de boca.

Na segunda-feira (9), a Seap enviou um novo ofício à Justiça federal reafirmando que João Filipe Barbieri e João Rosa estão libertados. A secretaria incluiu os números dos alvarás de soltura, mas não anexou os documentos. A secretaria afirmou apenas que os alvarás foram concedidos pela 8ª Vara Federal Criminal.

Na tarde desta terça (9), a Justiça Federal confirmou que não deu nenhuma decisão para soltar Barbieri e que o alvará de soltura é falso. O desembargador Marcelo Granado, relator do caso na Justiça federal, afirmou que irá cobrar explicações do Ministério Público e da Seap.

O desembargador federal ordenou o cumprimento imediato das prisões de João Filipe Cordeiro Barbieri e João Victor Silva Roza.