conecte-se conosco

Brasil

Macabro: blindada ‘Vida Loka’ recebe convite para festa 0800 e acaba sendo morta de maneira cruel; veja vídeo

A vítima foi morta por traficantes, inclusive existe um vídeo onde um dos criminosos a joga no porta-malas e afirma que ela será assassinada

Na madrugada do último domingo (06), a jovem Larissa Stephanie da Silva, de 18 anos de idade, foi brutalmente espancada até a morte e teve o corpo jogado na Lagoa Várzea das Flores, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com informações, Larissa era bastante conhecida pela sua sensualidade, ousadia e amor pela vida noturna. Ela sempre saía e gostava de dançar exibindo suas curvas.

A jovem recebeu convite para sair com amigos no sábado, e acreditava que seria mais uma noite intensa de bebedeira e curtição, porém ela acabou encontrando rivais. Supostamente, Larissa teria feito três traficantes brigarem e justamente no dia em que eles resolveram se reconciliar, deram de cara com ela.

“No entendimento deles, a Larissa seria a causadora da intriga entre o trio e eles resolveram reativar aquela amizade. No sábado (05), eles deslocaram para uma festa de rua em Contagem e se depararam com a Larissa”, explicou o sargento Ferraz.

Além disso, a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) informa ainda que a vítima também podia ter envolvimento com tráfico de drogas. Seu corpo era coberto por tatuagens, uma delas, “171”, que no Código Penal é o artigo que trata sobre estelionato. Outras informações das autoridades suspeitam ainda que Larissa tinha envolvimento com outro traficante da Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Ao verem a moça, os suspeitos não pensaram duas vezes antes de arrastá-la pelos cabelos da festa. Inclusive em um vídeo, é possível ver o momento exato em que a jovem é jogada no porta-malas de um carro e ameaçada de morte. Esse foi o último momento que Larissa foi vista com vida.

Os traficantes torturaram e espancaram Larissa até a morte. O corpo dela foi encontrado por banhistas e removido pelo Instituto Médico Legal (IML). O caso está sendo investigado, no entanto, um dos suspeitos de ter participado do crime já foi preso.

Amigos e familiares pedem por justiça e lamentaram a morte precoce da jovem nas redes sociais, pois Larissa estava feliz e curtindo a vida, sem pensar que o pior poderia acontecer.

Trending Posts