Homem ateia fogo na própria casa e foge em viatura; Veja vídeo

Homem ateia fogo na própria casa e foge em viatura; Veja vídeo

Segundo populares, o homem seria dependente químico

Mulher invade a casa do ex, coloca um facão na garganta dele e o obriga a fazer sexo com ela
Garota de 16 anos é morta dentro de casa, em Fortaleza
Bandido é morto depois de ser “estraçalhado” por Pitbull quando tentava roubar uma casa

Policiais militares do município de Tomé-açu, nordeste do Pará, passaram por uma situação no mínimo inusitada hoje. Ao atender uma ocorrência de incêndio, tiveram a viatura roubada por um homem suspeito de atear fogo na própria casa.

A PM informou que os policiais foram chamados para atender a ocorrência no bairro Ipatinga. O homem, identificado como Juliano Lima, que é apontado por testemunhas como o autor das chamas na própria residência, se aproveitou do momento em que os militares verificaram se havia alguém na casa, entrou na viatura e fugiu do local.

Vizinhos registraram o momento em que ele rouba o veículo, através de imagens de celular. Os policiais realizaram diligências na área e encontraram o suspeito e a viatura em um ramal da cidade.

A polícia precisou usar munição de borracha para imobilizá-lo. Na casa dele foi encontrada uma arma de fogo.

O suspeito foi preso e encaminhado à delegacia de Polícia Civil do município e vai responder pelos crimes de furto e incêndio.

“Assisti ao vídeo várias vezes para analisar o comportamento dele e não há dúvida que foi criminoso, de forma dolosa, intencional e premeditada. Incendiar a própria residência e ter a audácia de pegar a viatura de forma sorrateira e arrancar com ela”, avalia o delegado Paulo Henrique, superintendente de Castanhal, município vizinho e a que a delegacia de Tomé-Açu está atrelada.

Ainda segundo ele, não há notícias de um caso semelhante a esse na região. “A polícia tem tolerância zero para qualquer comportamento criminoso”, avisa.

Sobre o fato de o suspeito ter problemas com dependência química, o delegado explica que não houve nenhuma comprovação dessa informação.

UOL