Estuprador solto em razão da pandemia abusa e mata jovem

Jenifer Modesto havia sido dada como desaparecida no início de abril

Pai abusa da própria filha mais de 900 vezes: ‘Fazia para o bem dela’
Homem abusa sexualmente de cadela porque a esposa estava menstruada; Veja o vídeo
Câmera escondida pela mãe flagra o momento em que padrasto abusa de menina de 12 anos; Assista

Um estuprador de 35 anos, que obteve liberdade provisória por conta da pandemia de coronavírus, confessou que estuprou e matou a jovem Jenifer Hugo Modesto, de 18 anos, na cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Cleyson Brene, as investigações começaram no dia 4 de abril, após o desaparecimento da jovem. As suspeitas sobre o ex-presidiário aumentaram no dia 16, depois que a investigação verificou que o estuprador foi preso novamente após tentativa de estupro próximo do local onde Jenifer desapareceu.

A Polícia Civil então conseguiu confirmar a autoria do crime após ir ao presídio onde o estuprador estava e ele confessar que matou a jovem.

Segundo o delegado, o estuprador seguirá preso preventivamente pela nova tentativa de estupro e deve responder pelos crimes de estupro, homicídio, ocultação de cadáver e furto. O crime pode ser enquadrado ainda como latrocínio.

COMENTÁRIOS