Connect with us

Policial

Traficantes matam moradores de comunidade em Aquiraz que desobedeceram a ordem de abandonar casas

Os traficantes mataram dois moradores nos últimos dias e a comunidade está em pânico

Jornalista Fernando Ribeiro| Dois moradores da localidade de Machuca, na zona rural do Município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram mortos nos últimos três dias. Eles teriam resistido à ordem de traficantes de drogas, membros de uma facção criminosa, para abandonar suas casas. As ameaças dos bandidos começaram a ser concretizadas no fim de semana quando um morador foi sequestrado de sua residência e executado, a tiros, numa estrada daquela comunidade. Menos de 24 horas depois, ocorreu um segundo assassinato.

Moradores foram surpreendidos com a chegada dos criminosos naquela localidade na semana passada e receberam o aviso de que teriam prazo para abandonar suas residências, caso contrário, seriam mortos. E foi o que acabou acontecendo. Na noite da última segunda-feira (7), por volta de 2125, bandidos invadiram uma das casas e sequestraram o morador, identificado apenas por Emerson. Ele foi levado para um matagal nas margens da Estrada do Jucurutu, e assassinado cruelmente, a tiros de pistola.

Na terça-feira (8), por volta de 19h40, outro assassinato ocorreu no mesmo local, onde o corpo de um homem foi encontrado com marcas de tiros, conforme atestou a Perícia Forense (Pefoce).

A comunidade está em pânico e as autoridades ainda não se pronunciaram acerca do caso. Segundo os moradores a Estrada do Jucurutu, na verdade, é a Avenida Geovana Jucurutu. No local está sendo construído um residencial de luxo. Mesmo assim, os bandidos estão expulsando os moradores para se estabeleceram no Município.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.