Homem implora para ser preso, é detido e comemora | Mceara.com
Connect with us

Policial

Homem implora para ser preso, é detido e comemora

Ele garantiu que havia esfaqueado outro homem durante uma briga de bar, mas foi por roubo que acabou na prisão

Extra Online | Os policiais da delegacia de São Gabriel da Palha, no Espírito Santo, ficaram surpresos quando um homem apareceu na unidade implorando para ser preso. Weliton Ramos, de 32 anos, chegou à delegacia alegando que cometeu uma tentativa de homicídio há cerca de oito meses. A equipe não encontrou registro do suposto crime, mas identificou um mandado contra ele por roubo. O homem, então, recebeu voz de prisão dos policiais.

Quando chegou à delegacia, Weliton garantiu que esfaqueou um homem durante uma briga de bar em Águia Branca, no Noroeste do estado. Ele afirmava estar “angustiado” desde então. Mesmo sem ter sido preso pelo motivo apresentado, o homem ficou satisfeito.

— Ele ficou feliz. Nunca tinha visto algo semelhante. No início, estávamos estranhando muito. Passamos o depoimento dele para a delegacia da região que está investigando essa tentativa de assassinato por parte dele. Ainda não conseguimos encontrar registro desse crime — disse o delegado Rafael Caliman, acrescentando que Weliton estava com a perna machucada. — Quando chegou ao presídio, ele ainda comemorou: “Agora minha perna melhora”.

Os policiais estão procurando o homem que o preso disse ter esfaqueado para verificar se a tentativa de homicídio ocorreu mesmo. Quando chegou à delegacia, Weliton afirmou que precisava ser preso. “Se eu não for preso, vou matar aquele cara”, disse o homem, segundo o delegado. De acordo com Caliman, o homem está sob custódia do estado no Centro de Detenção Provisória de São Domingos do Norte.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.