Connect with us

Policial

Filha mata o pai de 71 anos asfixiado para ficar com pensão, descobre Polícia Civil de Canindé

Francisca Alves da Cruz teria planejado toda a ação criminosa para matar o pai

Revista Central | No dia 02 de janeiro foi encontrado sem vida em sua residência, no distrito de Iguaçu, no município de Canindé, o aposentado Francisco Euclides Cruz, de 71 anos. No local da residência foi encontrado algo estranho, que chamou a atenção por parte da equipe de investigações da Delegacia Regional de Polícia Civil de Canindé. A vítima estava em uma rede e apenas um punho no armador, sendo o outro no chão, além de que, o pescoço estava fora dos punhos o que não é normal para quem pratica um suicídio.

Naquele instante, foi dado como suicídio pelos familiares, mas essa versão e diante das circunstâncias, a Polícia Civil resolveu investigar o caso.

Um outro ponto fez a polícia civil desconfiar, foi o fato em que a vítima nunca aceitava que os filhos tirassem o dinheiro da sua aposentadoria e da sua pensão. Francisco Euclides Cruz sempre ia sozinho a agência, ocorre que, no dia em que a vítima foi encontrada sem vida, a sua filha Francisca Alves da Cruz, 42 anos, pegou os cartões e foi aos bancos retirar todo o dinheiro.

Ao chegar na sede do município de Canindé a filha foi a um chegue e pague na rua Euclides Barroso para fazer o primeiro saque, onde ao chegar percebeu que a fila estava enorme e ficaria tarde pra retornar ao interior, então a mesma ficou na fila e logo simulou um desmaio já chamando a atenção de todos, inclusive da proprietária que lhe ajudou. Diante do caso, ela foi atendida, fazendo o saque. A filha conseguiu uma carona até ao banco do Nordeste para fazer o outro saque.

Após realizar o último saque, Francisca Alves da Cruz contratou um taxista para lhe deixar no distrito de Iguaçu, coisa que ela nunca tinha feito. Ao chegar em sua residência encontrou uma grande aglomeração de pessoas na residência do seu pai e só aí, pra que ninguém desconfiasse ela começou a chorar.

A acusada e os outros filhos procuraram os documentos da vítima e não encontraram onde os demais filhos também ficaram desconfiados. A acusada bem antes de sair para fazer o saque queimou vários pertences da vítima, como o chapéu e documentos sem o conhecimento do restante da família.

Diante de todas essas informações levantadas pela equipe de investigações, o Delegado Regional de Canindé, Dr. Daniel Aragão Mota determinou que fosse instaurado um inquérito para apurar esse suposto suicídio, onde a acusada que possivelmente contou com a ajuda de mais alguém, teria matado o próprio pai por estrangulamento, então ela foi ouvida e inclusive foi mostrado para a mesma um vídeo onde aparecia no chegue e pague para sacar o dinheiro da vítima. A resposta por parte da acusada era que aquela mulher não seria ela, mas o que chamou a atenção da equipe de investigações, é que no dia do depoimento da acusada, Francisca Alves da Cruz estava com a mesma roupa que estava no vídeo no dia do saque.

O delegado Dr. Daniel após ouvir várias pessoas e familiares da localidade, concluiu o procedimento com o pedido de prisão preventiva da acusada.

Conforme o site Canindé News, a equipe de investigação da Polícia Civil de Canindé e o delegado estiveram na manhã desta segunda-feira(26), fazendo o cumprimento desse mandado, onde tinha a informação de que a acusada estaria indo para o distrito de Iguaçu em um ônibus que faz horário e de pronto a equipe fez uma campana na BR-020.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.