Connect with us

Policial

Bandidos matam guarda municipal a tiros em Caucaia

Luiz de França, 30 anos, foi executado no lugar do irmão, que conseguiu fugir dos assassinos

Jornalista Fernando Ribeiro | Subiu para seis o número de agentes da Segurança Pública assassinados no Ceará neste ano. A mais recente vítima da violência armada e sem controle no estado foi um guarda municipal. Luiz de França Duarte Filho, 30 anos, era servidor da Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante (55Km da Capital) e foi assassinado, a tiros, nesta segunda-feira (14), em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

O crime ocorreu no fim da tarde de ontem, por volta de 16h50, no bairro Itambé, em Caucaia. Segundo informações da Polícia, o guarda recebeu vários tiros à queima-roupa, numa autêntica execução sumária. No momento do crime, ele estava de folga, à paisana e desarmado. Não teve como reagir ao ataque dos assassinos.

A Polícia Militar esteve no local e descobriu que bandidos foram ao local em busca de matar um irmão do guarda. Mas como não o encontraram, acabaram atirando e executando o agente da Segurança de São Gonçalo do Amarante.

Investigação

“Luizinho”, como era chamado pelos amigos e familiares, era também o vice-presidente da Associação dos Moradores do Bairro Itambé e promovia ações sociais com a comunidade carente dali. Não possuía histórico criminal e, segundo a família, não tinha inimigos nem vinha recebendo ameaças de ninguém.

O corpo do guarda foi levado para a sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce) e deverá ser sepultado ainda hoje. Equipes da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC), da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e patrulhas do 12º BPM estiveram no local do crime iniciando as investigações.

Publicidade
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.