Connect with us

Mundo

Pastor filma o próprio suicídio com ingestão de veneno após rompimento de noivado

No vídeo o pastor explica o que o levou a cometer esse ato desesperado e conta que ama muito a sua namorada, mas que por desespero resolveu acabar com tudo de uma vez

Gospel Prime | Um pastor evangélico cometeu suicídio após uma discussão levar sua noiva a terminar o relacionamento que mantinham. A ação desesperada foi filmada pelo próprio pastor, que ingeriu veneno após explicar suas motivações.

O caso de Richard Nhika, 38 anos, repercutiu internacionalmente. Durante os momentos que antecederam a ingestão do líquido, o pastor zimbabueano contou que amava a noiva e que sua postura com ela sempre foi respeitosa e delicada.

A iniciativa de tirar a própria vida, segundo o pastor, era a única forma de mostrar às pessoas o tamanho de seu sofrimento, já que ele não teria mais a amada como esposa no futuro.

Além de pastor, Nhika também era músico. No vídeo, ele abre o frasco com o líquido que irá ingerir, mostra que está cheio e diz que não está “fingindo”. Ao terminar seu discurso de despedida, vira a câmera para si e ingere o líquido todo do frasco.

De acordo com informações do site Psynnoticias, Njika chegou a ser socorrido e internado. Os médicos tentaram impedir sua morte fazendo uma lavagem estomacal, porém grande parte da substância ingerida já havia sido absorvida pelo organismo, e o pastor terminou falecendo um dia depois.

Amigos e familiares se disseram chocados com a atitude do pastor, que era visto como alguém de forte convicção de sua fé. Duas pessoas disseram também estarem surpresas com o motivo que levou Nhika ao suicídio, pois afirmaram que não sabiam que ele estavam em um relacionamento.

A Polícia da cidade de Westgate agora procura saber a identidade da mulher que mantinha o noivado com o pastor, para descobrir o que houve entre eles e esclarecer o fato.

Propaganda

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.