Connect with us

Mundo

‘Ninguém vai me separar de meus bebês’, disse mãe antes de tragédia

Mulher de 29 anos tinha dois filhos e estava passando um momento difícil, quando tudo aconteceu

A.M. News | Uma mãe foi encontrada morta junto a seus dois filhos. Sydnie-Blu MacFarlane, de 29 anos, estava sem vida, na cama, com sua filha Dolce-Mai Dada, de nove anos, e seu filho de três anos, Rhys Dada. O incidente aconteceu em sua casa em Greenwich, sudeste de Londres, no ano passado, mas só agora estão sendo revelados os detalhes no tribunal, durante o necessário inquérito. Junto aos corpos foi encontrada uma notinha, que parece revelar o que aconteceu.

Uma nota manuscrita foi encontrada na casa afirmando: “Devemos ser enterrados juntos. Ninguém vai me separar de meus bebês”. Nas semanas que antecederam a tragédia, Sydnie-Blue havia sido avisada de que ela seria expulsa de sua casa, de acordo com o que foi revelado no inquérito.

A mulher também havia sofrido um aborto espontâneo e havia sido trapaceada por seu parceiro. Por isso, seriam muitos os motivos para ela não estar tão estável emocionalmente.

Esta mãe de duas crianças estava passando um mau momento em sua vida, em que tudo estava correndo mal com ela. Durante o inquérito, foi revelado que as duas crianças, a menina e o menino, tomaram uma combinação de drogas, incluindo metadona, que é uma substituta de heroína, uma garrafa da substância foi encontrada no quarto, onde os três corpos foram encontrados. Em uma das primeiras conclusões que saíram do inquérito, foi revelado que era “muito improvável” que as crianças tomassem as drogas por acidente e não havia sinais de quaisquer outras lesões.

O detetive Sergeant Dave Brooks disse no tribunal que Sydnie “estava em um lugar de desespero e não encontrou outra opção senão tirar sua própria vida e a vida de seus filhos”.

Também a detetive Frances Ruocco que investigou o celular da mulher disse que as mensagens “sugerem que ela se sentia sem esperança”. no tribunal, foram lidas algumas mensagens que ela havia trocado nos últimos dias e seriam reveladoras de seu desespero. “Recebi o que eu mereço. Estou lutando contra tudo. Perdi a Família que eu amo. As coisas repugnantes que foram ditas sobre mim, mas é o que eu mereço. Perdi todo o respeito por mim. Eu arruinei tudo, estou manchada pela vida”, foram algumas das frases mais desesperadas que essa mulher havia dito a pessoas próximas.

Havia também mensagens que se referiam a essa situação de “infidelidade e decepção”, em que ela parecia estar muito angustiada sobre essa questão. Ainda de acordo com a detetive, a mulher estava muito envergonhada com essa situação e se sentia culpada por sua infelicidade.

No inquérito, alguns amigos e familiares estão apresentando seus testemunhos. Um amigo da jovem, Damar Markham, disse à audiência que, no verão de 2016, ele percebeu que ela estava depressiva e que havia comentado a possibilidade de “acabar com tudo” e até mesmo escreveu duas notinhas para sua família, de despedida.

Nessa altura, ela acabou não fazendo nada, mas tudo indica que meses mais tarde, essa mulher poderia ter matado seus filhos, antes de tomar a mesma substância e terminar também com a sua vida.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.