Mulher causa revolta ao postar foto com rosto manchado de sangue menstrual; veja | Mceara.com
Connect with us

Mundo

Mulher causa revolta ao postar foto com rosto manchado de sangue menstrual; veja

Segundo a jovem, a menstruação tem que ser celebrada e honrada, não escondida ou repudiada

A menstruação é algo que precisa ser celebrado e honrado, não escondido ou repudiado, acredita essa Mulher. Em consonância com o esforço desesperado do mundo para lutar contra os tabus que cercam o tema, ela se atreveu a fazer algo que até mesmo o mais forte dos defensores do feminismo pensaria duas vezes antes de fazer. Alguns dias atrás, Yazmina Jade, uma autoproclamada “bruxa de sangue” e curandeira de espíritos, que reside em Gold Coast, na Austrália, escolheu aplicar seu sangue menstrual no rosto como meio de conexão com o próprio corpo.

Ela até levou o assunto para as mídias sociais ao publicar fotos de seu rosto manchado de sangue menstrual.

Jade passou a explicar como ficou desconfortável com seu período mensal durante a adolescência. “Foi exatamente isso que foi um pouco irritante e senti uma m***. Isso me fez comer muito mais e eu me afundei e me sentia gorda. Você poderia dizer que eu tinha um relacionamento insalubre com meu sangramento mensal e realmente não gostei de tê-lo. Houve uma desconexão completa do meu útero e como eu sentia durante o sangramento [VIDEO]”, ela escreveu em um post.

A publicação de Jade faz que algumas pessoas percebessem como as mulheres em todo o mundo não são devidamente sensibilizadas sobre o processo menstrual e as formas de lidar com isso. “Eu não fazia ideia, sem orientação e acabei de fazer o que todos fizeram, mesmo que não se sinta bem ou natural”, revelou. Para Jade, a menstruação é “um ritual sagrado, para que as mulheres entrem em si, para deixar ir, para criar, para usar em manifestações poderosas e para honrar nosso poder materno e terra médica.”

“Fui atraída cada vez mais para me reconectar com meu corpo e especialmente o útero”, disse a jovem.

Mesmo que alguém possa parecer duvidoso sobre o valor sagrado do período feminino, o que ainda é válido é o conselho de Jade sobre como não é algo para se envergonhar. “Nosso sangue mantém a mesma sabedoria, é algo para ser comemorado, honrado e adorado. Não, repudiado e desinfetado. Nós nos envergonhamos como mulheres por sangrar, os homens colocaram este tabu sobre nós para sangrar”, acrescentou.

Jade também passou a fazer um chamado sincero às mulheres, pedindo-lhes que reivindicassem o “poder através da recuperação do que vem naturalmente para as mulheres”. “É uma bênção, é poderoso, é um novo começo a cada mês. É um abandono. É a conexão com algo maior. E não podemos parar essa ocorrência natural. Então, por que rejeitar e envergonhar-nos por isso?”, questionou.

Via Noticiasf5

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.