Connect with us

Mundo

Mãe mata filha ao cravar crucifixo na garganta por ela está possuída pelo diabo

Segundo informações, durante a audiência a mulher deu risada por ter matado a filha

NotíciasF5 | Uma mulher foi presa e condenada por ter matado a própria filha usando um crucifixo. A mulher que é da cidade de Oklahoma, segundo relatos empurrou um crucifixo na garganta da filha até a morte alegando que a vítima estava com o demônio no corpo. A acusada de ter cometido o crime foi identificada como Juanita Gomez de 51 anos. Para a Polícia ela é a principal suspeita de matado sua filha, Genebra, de 33 anos, em agosto de 2016, pensando que ela estava possuída pelo diabo.

Segundo informações, a mulher primeiramente espancou a vítima, em seguida, empurrou um crucifixo e um medalhão religioso pela garganta até o sangue sair pela boca da jovem.

De acordo com a imprensa local, na quinta-feira (11), a mulher foi considerada culpada pelo assassinato de Genebra. Jurados pediram uma sentença perpétua sem liberdade condicional para a mulher. No entanto, a mulher não se declarou culpada do crime, de acordo com o portal de notícias do jornal britânico Daily Mail. O horrível crime veio à tona após o namorado da vítima ter chamado a polícia até a casa da sogra, em Oklahoma City, em agosto de 2016.

Segundo informações, Francisco Merlos foi quem viu pela primeira vez o corpo da namorada todo machucado e sanguentado deitado no chão. Durante a audiência de julgamento da suspeita, Francisco disse aos promotores que, quando confrontou a mulher perguntando por que não ligou para o socorro, ela apenas se manteve murmurando sobre demônio e dinheiro e disse que sua filha estava possuída.

Conforme o que consta no depoimento da suspeita, ela havia dito aos investigadores que “Satanás” se apoderou do corpo de sua filha depois do qual ela começou a falar com uma voz demoníaca.

Juanita afirmou que a filha tinha lhe ameaçado matá-la na noite anterior à morte. A polícia encontrou hematomas em seus braços e mãos, a mulher afirmou ter obtido enquanto tentava livrar Satanás do corpo de sua filha, informou a CBS News. A procuradora adjunta Suzanne Lavenue descreveu o crime como um ponto morto de um “filme de terror”, onde eles encontraram o corpo de Genebra colocado na forma de uma cruz com o crucifixo um baú.

Os advogados de Juanita tentaram provar sua incompetência mental para o julgamento, mas a reivindicação foi descartada depois que um psicólogo estabelecido pelo tribunal disse que a mulher não tem problemas mentais, acrescentado que ela estava fingindo ser doente mental. Qual a sua opinião sobre esse crime horrendo? Deixe seus pensamentos na seção de comentários logo abaixo.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.