Connect with us

Mundo

Homem mata namorada, joga pedaços do corpo na privada e usa dentes em colar

Dean Lowe foi condenado pelo homicídio da namorada no ano passado

iG | O britânico Dean Lowe, de 33 anos, foi condenado por bater em sua namorada até a morte, cortar algumas regiões do corpo em pedaços e jogá-los no vaso sanitário. Segundo o portal Daily Mail , Kirby Noden, de 32 anos, foi assassinada em janeiro do ano passado com uma pedra e uma barra de metal.

O crime aconteceu no apartamento que Lowe dividia com a namorada na cidade de Marazion, no Reino Unido, e só foi descoberto quatro meses depois, dia 18 de maio. “Foi quando o acusado enviou mensagens para a sua família, que mora em Chesire, dizendo que havia um corpo no chão do flat, que ele tinha cortado partes dele e jogado na privada”, explicou o promotor Paul Dunkels, responsável pelo caso.

A partir de então, familiares do homem entraram em contato com a polícia, que foi até a residência, encontrou sangue de Noden nas armas usadas para matá-la e prendeu o então suspeito. Às autoridades, o britânico disse que a mulher tinha terminado o relacionamento após uma briga sobre uma suposta traição dela com um antigo amigo do casal.

Ele ainda descreveu, durante julgamento que aconteceu recentemente, que teria sido drogado e estuprado por dois homens enquanto a parceira espalhava sangue no apartamento. Segundo suas versões dos fatos, Noden ainda estaria viva e morando na África do Sul.

Decisão da justiça

Durante o julgamento, o júri ouviu que os dois moravam juntos há muitos anos, que Lowe era viciado em diversas substâncias ilícitas e que, além de assassinar a parceira, também fez um colar com os seus dentes. Grande parte das pessoas presentes ficou muito abalada com as informações, sendo que algumas choraram.

Além disso, a promotoria apresentou evidências encontradas nas redes sociais do acusado e o resultado de análises forenses, que foram cruciais para que ele fosse considerado culpado depois de uma sessão que durou muitas horas. “Essa foi uma extensa e complexa investigação necessária para provar que Lowe foi o responsável pela morte de Noden”, disse o policial Ian Ringrose.

“A família de Noden foi colocada em um ‘inferno na Terra’ por Lowe não revelar onde o corpo da mulher estava e negar todas as acusações”, continuou. “Esperamos que a sentença de hoje dê algum conforto para a conclusão do caso, e todos os nossos pensamentos e compaixão estão com eles”.

Kathy Taylor, da promotoria, também ressaltou que “a partir de investigações detalhadas, é possível provar que um assassinato aconteceu, mesmo que o corpo não seja encontrado”. A sentença de Lowe, condenado por matar a namorada , será determinada na próxima semana.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.