Connect with us

Mundo

Criança de 12 anos rouba cartão de crédito da mãe e viaja sozinho para Bali

Garoto contou que depois de ser informado de que ele e os familiares não viajariam mais para Bali, decidiu agir sozinho

iG | Fugir para Bali depois de uma briga com os pais deve ser o sonho de todo adolescente. Pelo menos para esse menino de 12 anos, o sonho se tornou realidade – mesmo que por menos de uma semana. Com pseudônimo ‘Drew’, o garoto de Sydney, Austrália, roubou o cartão de crédito de sua mãe, enganou a avó para que ela lhe desse seu passaporte e viajou para a Indonésia a fim de relaxar após uma briga com a família.

Ao canal Current Affair , o garoto contou que, depois de ser informado de que ele e os parentes não viajariam mais para Bali , decidiu agir por conta própria, reservando os voos de ida e volta com uma companhia aérea que permite que menores de idade voem desacompanhados, e um quarto de hotel para ficar durante a passagem pelo local.

“’Drew’ foi engenhoso o suficiente ao perceber que poderia viajar sozinho por várias companhias aéreas australianas, de Sydney a Denpasar”, disse a mãe, identificada somente como Emma, ao programa de TV.

O plano de fuga para Bali

Segundo a CNN , depois de enganar sua avó para que lhe entregasse seu passaporte, o menino disse a seus pais que estava indo para a escola. Em vez disso, pegou um trem para o aeroporto de Sydney, levando apenas uma mochila e um patinete, e aguardou para embarcar em um voo que ia de Perth para a cidade indonésia Denpasar.

Preocupados com o sumiço da criança, os pais do menino entraram em contato com a polícia, que o deu como desaparecido no dia 8 de março. Depois da notícia se espalhar e do início das investigações, a polícia indonésia localizou o ‘fujão’, e o manteve em segurança para que os pais fossem buscá-lo na ilha, no dia 17 de março.

“Eles só pediram a minha carteira de estudante e passaporte para checar se eu tinha mesmo 12 anos”, relatou ‘Drew’, que também revelou ter reservado acomodações em um hotel, enganando a equipe do local. “Disse a eles que minha irmã chegaria em poucos dias”.

A Polícia Federal da Austrália disse que um alerta que impede viagens internacionais não foi emitido no caso do garoto, acrescentando que a equipe “não tem o poder de cancelar passaportes e viagens caso a pessoa não seja um suspeito criminal”.

“Trabalharemos com agências parceiras para analisar as circunstâncias deste assunto e acerca dos procedimentos operacionais atuais, para garantir que esse tipo de incidente não ocorra novamente. A família foi buscar o garoto em Bali , e ele já está em sua casa”, concluiu a equipe de segurança.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.