Connect with us

Mundo

Casal se mata enforcados depois que suas famílias se recusam a aceitar seu casamento

Jovens amantes de Bangladesh decidiram encerrar suas vidas enforcando-se depois que seus pais supostamente recusaram o casamento

Bahia Politica | Em algumas partes do mundo, muitas famílias e culturas conservadoras estão sempre considerando a aprovação de seus familiares e parentes quando se trata de escolher um parceiro para se casar. Se um membro da família tentar casar com um parceiro que não seja aprovado por sua família, ele será rejeitado por toda a família.

Alguns casais desistem e agarram-se à cultura e crenças de suas famílias, enquanto outros lutam contra todas as probabilidades pelo amor de suas vidas, mesmo que isso signifique a morte.

Conforme informações da imprensa local, em Bangladesh, os aldeões descobriram os corpos de um jovem casal enforcado de uma árvore em Madarganj upazila. As vítimas foram identificadas pelas autoridades locais como, Sujan Mia, de 25 anos, e de Joya Akhtar, de 22 anos, um casal que moravam na aldeia de Nalacchiya.

Imediatamente relataram isso às autoridades que responderam e informaram a ambas as famílias sobre sua morte horrível. Mas quando a família do casal não apareceu, a polícia registrou um caso de morte não natural e acabou de enviar os corpos para o Hospital Geral de Jamalpur para submetê-lo a um exame post-mortem.

Inicialmente, a polícia presumiu que o casal cometeu suicídio quando suas famílias se recusaram a aceitar seu casamento e amor um pelo outro.

Propaganda
2 Comments

2 Comments

  1. JOÃO CÉSAR DE PONTES

    26 de março de 2018 at 23:31

    O correto é “casal se mata”. A concordância verbal utilizada pelo redator da notícia está errada.

  2. Redação

    26 de março de 2018 at 23:35

    Obrigado pela a correção.

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.