Connect with us

Ceará

Projeto oferece prática de ioga a presos do Ceará; assim governo acredita que, assim, os presos ficarão calmos

Rompendo ciclos de violência, projetos para ressocialização de detentos são implantados dentro de unidades prisionais

Tribuna do Ceará | Um dos maiores problemas do sistema prisional brasileiro é a dificuldade de conseguir maneiras para recuperação do detento dentro da sociedade. Vemos diversas associações que, juntamente com coordenadorias especiais, promovem a inserção de projetos dentro de unidades prisionais

Com o intuito de reduzir os comportamentos destrutivos, a Secretária de Justiça (Sejus) em parceria com a Associação Arte de Viver deu início à prática de ioga com internos do sistema prisional cearense.

O projeto Prison Smart foi implantado nos últimos dias de dezembro na unidade prisional Professor José de Amorim, em Itaitinga. As atividades têm como objetivo o resgate de valores humanos e o gerenciamento de estresse e das manifestações de violência.

Na prática, os instrutores repassam técnicas de respiração, relaxamento e conhecimento de como lidar com
as emoções. A Coordenadoria de Inclusão Social de Preso e Egresso (Cispe) promove diversas atividades que têm como missão colaborar para a recuperação dos internos e colaborar para melhorias nas condições de vida dos detentos.

Além do projeto Smart, a coordenadoria promove outras atividades como aulas de violão e ensino de técnicas de grafite para internos. O projeto piloto teve início em novembro e começou a ser utilizado de forma permanente neste mês.

Propaganda
Clique e comente

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Copyright © 2018 MCeara. Todos os direitos reservados ao Sistema MassapeCeara de Comunicação e Participações S.A. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuição sem prévia autorização.